Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Médicos ocidentais visitarão Liu Xiaobo na China no fim de semana - Jornal Brasil em Folhas
Médicos ocidentais visitarão Liu Xiaobo na China no fim de semana


Médicos da Alemanha e dos Estados Unidos visitarão neste fim de semana o dissidente chinês e prêmio Nobel da Paz Liu Xiaobo, que sofre de câncer de fígado, informaram à AFP fontes próximas ao caso, em um momento em que seu estado de saúde está piorando.

Três fontes indicaram que ao menos dois médicos visitarão o ativista pró-democracia, de 61 anos, após um convite do hospital em que está internado, em Shenyang (nordeste da China).

Liu Xiaobo foi condenado em 2009 a 11 anos de prisão por subversão, após pedir reformas democráticas. Foi um dos autores da Carta 08, um manifesto que defendia, entre outras coisas, eleições livres.

O ativista se tornou em 2010 o primeiro chinês a receber o Nobel da Paz.

Liu foi posto em liberdade condicional depois de ser diagnosticado, em maio, com um câncer de fígado em fase terminal.

As fontes consultadas pela AFP não deram mais detalhes sobre a visita desses médicos. E as embaixadas dos Estados Unidos e da Alemanha se negaram a confirmar a informação.

Sabemos que o hospital chinês em que Liu está sendo tratado convidou especialistas médicos americanos e alemães (a irem) à China para consultas, indicou à AFP a porta-voz da embaixada americana, Mary Beth Polley.

Solicitamos que a China conceda a estes médicos um acesso livre a Liu, acrescentou.

Desde a hospitalização de Liu Xiaobo, vários países ocidentais pressionam Pequim para que autorize o dissidente a viajar ao exterior em busca de atendimento para sua doença terminal.

Vários amigos do prêmio Nobel consideram que ele está perto da morte desde que o Hospital Universitário Médico Nº1 de Shenyang anunciou, na quinta-feira, que sua função hepática piorou.

O governo de Pequim foi muito criticado por grupos de defesa dos direitos humanos pelo tratamento a Liu e por ele ter sido liberado apenas depois do diagnóstico de um câncer em estágio avançado.

As autoridades chinesas alegam que o dissidente foi tratado por grandes oncologistas do país no hospital de Shenyang.

O hospital anunciou esta semana que os médicos deixaram de dar a Liu um anticancerígeno e de tratá-lo com medicina tradicional chinesa, para evitar danificar mais o seu fígado.

Segundo uma carta manuscrita do cunhado de Liu, publicada na sexta-feira no site do estabelecimento, seu tratamento não foi interrompido, mas ajustado, dada a gravidade da doença e a evolução do tumor.

 

Últimas Notícias

Veja como é a vida do rei Marcio em seu castelo de areia no Rio
Três anúncios para um crime é favorito no SAG, termômetro do Oscar
Shakira é acusada de sonegação fiscal
Exploradores descobrem a maior caverna inundada do mundo no Caribe mexicano
Veja a trajetória de Lula em dez datas
Turquia lança operação contra milícia curda na Síria, bombardeios matam dez
Tribunal iraquiano condena alemã à morte por pertencer ao EI
SPD alemão aprova princípio de coalizão com Merkel

MAIS NOTICIAS

 

Tantas pontuações já não significam nada, afirma premiado chef francês
 
 
Leonardo DiCaprio protagonizará filme de Tarantino sobre Charles Manson
 
 
DiCaprio vai estrelar filme de Tarantino sobre assassinatos de Charles Manson
 
 
Palestinos buscam dar uma resposta a Trump sobre Jerusalém
 
 
Países e organizações indignados com Trump por declarações racistas
 
 
Oliver Stone assina petição para que Lula possa disputar eleição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212