Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Trump e Putin se reúnem no G20 após seis meses de tensão - Jornal Brasil em Folhas
Trump e Putin se reúnem no G20 após seis meses de tensão


O presidente americano, Donald Trump, reuniu-se pela primeira vez com seu colega russo, Vladimir Putin, nesta sexta-feira, paralelamente à reunião de cúpula do G20, para tentar superar a relação tempestuosa entre os dois países.

Esta reunião acontece em uma atmosfera tensa e caótica: a cúpula dos 20 líderes dos países mais poderosos do mundo tem sido perturbada pelos muitos confrontos entre a polícia e ativistas antiglobalização nas ruas de Hamburgo, na Alemanha.

É uma honra estar com você, declarou Donald Trump ao cumprimentar seu colega com um forte aperto de mão.

O presidente americano disse esperar que as discussões propiciem uma série de elementos muito positivos para a Rússia, os Estados Unidos e todos os envolvidos.

Estou muito feliz em conhecê-lo e espero que (...) este encontro termine em um resultado positivo, ressaltou Putin.

Nós conversamos ao telefone, mas conversas telefônicas nunca são suficientes, ressaltou o chefe do Kremlin.

Os dois líderes conversaram por telefone quatro vezes desde a chegada ao poder de Donald Trump em janeiro.

Ao chegar à Casa Branca, Donald Trump, muito elogioso a Vladimir Putin, defendeu uma aproximação entre os dois países. Isso seria maravilhoso, havia considerado.

- Divergências -

Mas este ambiente amistoso logo se deteriorou, em meio a suspeitas de conluio entre a equipe de Donald Trump e o Kremlin, e novas sanções americanas contra Moscou pela crise ucraniana.

Na quinta-feira em Varsóvia, Donald Trump criticou abertamente o papel desestabilizador da Rússia, acusada pelo Ocidente de apoiar militarmente os separatistas pró-russos na Ucrânia.

Muitas outras questões dividem os dois países, incluindo a guerra na Síria. A este respeito, os dois países continuam a dialogar apesar das enormes divergências, principalmente após a destruição pelos americanos de um avião sírio que ameaçava, segundo eles, seus aliados curdos.

Os Estados Unidos estão dispostos a explorar a possibilidade de estabelecer com a Rússia mecanismos conjuntos de estabilização na Síria, incluindo zonas de exclusão aérea e uma entrega coordenada de assistência humanitária, ressaltou na quinta-feira o secretário de Estado americano, Rex Tillerson.

O G20 discute outros temas difíceis, como o clima e o comércio, em um centro de conferências transformado em campo de trincheiras diante dos ativistas anti-G20 determinados a se fazer ouvir.

Milhares de manifestantes tentavam se aproximar nesta sexta-feira à noite da Filarmônica de Elbe em Hamburgo, onde os 20 chefes de Estado e de Governo devem assistir a um concerto com suas esposas.

- O inferno em Hamburgo -

A polícia de Hamburgo precisou pedir reforços para lidar com as manifestações anti-G20, depois que viaturas foram incendiadas, cerca de 160 policiais foram feridos e ao menos 45 pessoas detidas.

A chanceler alemã Angela Merkel considerou inaceitáveis as manifestações violentas, que colocam vidas em perigo.

No início do dia, a mulher do presidente Donald Trump, Melania Trump, ficou bloqueada em sua residência em Hamburgo, enquanto os pneus da delegação canadense foram perfurados pelos manifestantes. Estes prometeram o inferno durante o G20.

Na cúpula, onde os Estados Unidos nadam contracorrente sobre o clima e o comércio, a tensão era perceptível nos rascunhos do comunicado final.

Neste contexto, os líderes mundiais constataram o isolamento dos Estados Unidos e do presidente Donald Trump por sua posição de ceticismo sobre o clima.

O rascunho consultado pela AFP destaca que o acordo sobre o clima de Paris de 2015 é irreversível e afirma que outras nações do G20 estão comprometidas com o acordo, mas tomam nota da decisão de Washington de abandonar o pacto.

 

Últimas Notícias

Representantes das Coreias discutem show nos Jogos de Inverno
Morte de Dolores ORiordan cala uma das grandes vozes irlandesas
Morreu Dolores ORiordan, cantora irlandesa do Cranberries
Morre Dolores ORiordan, vocalista da banda irlandesa Cranberries
Moda masculina desembarca em Paris, ofuscada por acusações de assédio
Líbano proíbe exibição de dois filmes por boicote a Israel
Diane Krüger diz que em Hollywood homens têm medo após caso Weinstein
Vocalista do Cranberries, Dolores ORiordan morre aos 46 anos

MAIS NOTICIAS

 

Tantas pontuações já não significam nada, afirma premiado chef francês
 
 
Leonardo DiCaprio protagonizará filme de Tarantino sobre Charles Manson
 
 
DiCaprio vai estrelar filme de Tarantino sobre assassinatos de Charles Manson
 
 
Palestinos buscam dar uma resposta a Trump sobre Jerusalém
 
 
Países e organizações indignados com Trump por declarações racistas
 
 
Oliver Stone assina petição para que Lula possa disputar eleição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212