Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Peru apresenta imagem da Senhora de Cao, que governou há 1.700 anos - Jornal Brasil em Folhas
Peru apresenta imagem da Senhora de Cao, que governou há 1.700 anos


Autoridades peruanas apresentaram nesta terça-feira a imagem do rosto da mulher que governou o norte do país há 1.700 anos, a Senhora de Cao, reconstruída de forma digital, que é considerada uma das mulheres mais poderosas do Peru pré-hispânico.

Como foi a descoberta da Senhora de Cao, que revelou a liderança política e religiosa feminina nesta riquíssima cultura do norte do Peru, agora temos o privilégio de apresentar a combinação entre futuro e passado: a tecnologia nos permite ver o rosto de uma líder política, religiosa, cultural do passado, disse o ministro da Cultura, Salvador del Solar, ao inaugurar em Lima a exposição na qual é possível observar a imagem e uma réplica da múmia da Senhora de Cao.

A reconstrução do rosto foi coordenada por arqueólogos e especialistas, que trabalharam nos últimos 10 meses com imagens digitalizadas e em 3D a partir de mostras de rostos de moradores da localidade de Magdalena de Cao (norte), no vale de Chicama, área da cultura pré-hispânica Mochica.

A Senhora de Cao é reconhecida pelos arqueólogos como uma das primeiras governantes mulheres do antigo Peru, no século IV d.C.

A descoberta da múmia da Senhora de Cao, em 2006, foi coordenada pelo arqueólogo Régulo Franco e aconteceu na província de Ascope, 700 km ao norte de Lima.

A descoberta aconteceu na pirâmide Cao Velho, onde os especialistas encontraram uma mulher tatuada que depois foi chamada de Senhora de Cao ou Dama de Cao. A tumba está cercada por cetros de madeira forrados de cobre, utilizados nas cerimônias como símbolos de poder e hegemonia, além de placas de metal soltas que cobriam a mortalha de algodão natural. No local atualmente existe um museu, onde a múmia original está em exposição.

A descoberta foi considerada um marco, porque até então se acreditava que nenhuma mulher havia exercido qualquer autoridade no Peru pré-hispânico.

 

Últimas Notícias

Saúde libera recursos para atender moradores da região de Brumadinho
Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar paisagista
Irmão de mulher espancada diz que ainda está chocado com a violência
Flamengo pede mais prazo para decidir sobre indenização de vítimas
Profissionais que atuaram em Brumadinho serão monitorados
Auditores descobrem 158 Kg de cocaína na fronteira com a Bolívia
Governo determina medidas de precaução para barragens em todo o país
Bolsonaro irá ao Congresso entregar texto da reforma da Previdência

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212