Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Prefeitura de BH vai homologar uso de carro elétrico chinês para serviço de táxi - Jornal Brasil em Folhas
Prefeitura de BH vai homologar uso de carro elétrico chinês para serviço de táxi


A Empresa Municipal de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) apresentou hoje (13) um veículo 100% elétrico que será homologado como apto à prestação de serviço de táxi na capital mineira. O carro não emite carbono na atmosfera.

Vinculada à prefeitura de Belo Horizonte, a BHTrans informou que a novidade se soma aos veículos híbridos que já estão em operação e funcionam simultaneamente a partir de eletricidade e combustão. De acordo com a empresa municipal, a iniciativa está alinhada com o plano de mbilidade da capital mineira e contribui para a construção de uma cidade mais sustentável.
Carro elétrico chinês da marca BYD que foi apresentado pela prefeitura de Belo Horizonte para uso no serviço de táxi.

Carro elétrico chinês da marca BYD apresentado pela prefeitura de Belo Horizonte para uso no serviço de táxi.

O veículo, do modelo e6, é fabricado pela empresa chinesa BYD. Ele foi aprovado em testes realizados por técnicos da BHTrans, que avaliaram quesitos como conforto, segurança, velocidade entre outros.

O carro tem uma autonomia de 400 quilômetros por carga da bateria, que pode ser feita em casa ou em um eletroposto. O tempo médio para uma carga total é de duas horas em um eletroposto e de seis horas em casa, o que pode variar, dependendo da voltagem utilizada. A bateria do veículo tem vida útil de 40 anos e 60 kWh de capacidade.

O valor de mercado de um BYD e6 novo é de aproximadamente R$ 270 mil, mas a empresa promete oferecer desconto e linha de financiamento exclusiva para taxistas. Além disso, a fabricante afirma que o veículo proporciona uma economia financeira de até 85% no gasto operacional, quando se leva em consideração os custos com combustível dos carros convencionais.

O Sindicato Intermunicipal dos Taxistas e Transportadores Rodoviários Autônomos de Minas Gerais (Sincavir) já foi procurado pela BHTrans para a realização de testes operacionais com os carros elétricos. A ideia é que os taxistas possam avaliar, no dia a dia, os benefícios da nova tecnologia.

Em 2015, duas linhas de ônibus de Belo Horizonte fizeram testes com veículos elétricos. A medida ocorreu em caráter experimental e não há ainda nenhuma previsão de incorporação da tecnologia à frota de transporte coletivo da capital mineira. Os ônibus elétricos testados, também da fabricante chinesa BYD, são de um modelo que já circulam em Londres, na Inglaterra, e que iniciará, em breve, operações em Washington, nos Estados Unidos.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212