Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Catar ameaça retirar-se do Conselho de Cooperação do Golfo - Jornal Brasil em Folhas
Catar ameaça retirar-se do Conselho de Cooperação do Golfo


O Catar ameaçou ontem (10) retirar-se do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG), caso o cerco imposto ao país pela Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito não seja reconsiderado. O CCG é uma organização de integração econômica que reúne seis estados do Golfo Pérsico: Omã, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Catar, Bahrein e Kuwait. A informação é da agência chinesa Xinhua.

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Catar, Mohammed bin Abdulrahman al Thani, enviou uma carta ao secretário-geral do GCC, Abdul Latif Bin Rashid Al Zayani, definindo as exigências para o seu país não se retirar do bloco econômico.

Al Thani disse que o Catar está comprometido com as leis e convenções internacionais, especialmente no que se refere à luta contra o terrorismo e o seu financiamento, acrescentando que o país não negociará a sua soberania.

Prazo

Ele disse que o Catar daria uma notificação de três dias aos países do Golfo para levantar o cerco imposto ao país e compensá-lo pelas perdas políticas e econômicas. Após o prazo, o Catar anunciará oficialmente a sua retirada do GCC, de acordo com a carta.

A Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos, o Bahrein e o Egito emitiram uma lista de 13 exigências para o Catar no final do mês passado, incluindo o encerramento da emissora de TV Al-Jazeera, o financiamento e o apoio ao terrorismo, e o corte dos seus laços com o Irã, como principais condições prévias.

Além disso, os quatro países se comprometeram a adotar novos passos políticos, econômicos e legais para agravar as sanções contra o governo de Doha, depois que este se recusou a aceitar as exigências.

Em resposta, o Catar disse que as acusações do bloco de que apoia o terrorismo são sem fundamento e interferem em seus assuntos internos.

Novo encontro

O governo dos quatro países que acusam o Catar agendaram outra reunião de seus ministros das Relações Exteriores, a ser realizada no Bahrein, em breve, para discutir os próximos passos. Reunião semelhante já havia sido realizada no Cairo, Egito, em 5 de julho.

Tem havido especulações de que a Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein tencionam expulsar o Catar do grupo de países que compõem o Conselho de Cooperação do Golfo ou até comprometer a sua adesão à Liga Árabe.

 

Últimas Notícias

Veja como é a vida do rei Marcio em seu castelo de areia no Rio
Três anúncios para um crime é favorito no SAG, termômetro do Oscar
Shakira é acusada de sonegação fiscal
Exploradores descobrem a maior caverna inundada do mundo no Caribe mexicano
Veja a trajetória de Lula em dez datas
Turquia lança operação contra milícia curda na Síria, bombardeios matam dez
Tribunal iraquiano condena alemã à morte por pertencer ao EI
SPD alemão aprova princípio de coalizão com Merkel

MAIS NOTICIAS

 

Tantas pontuações já não significam nada, afirma premiado chef francês
 
 
Leonardo DiCaprio protagonizará filme de Tarantino sobre Charles Manson
 
 
DiCaprio vai estrelar filme de Tarantino sobre assassinatos de Charles Manson
 
 
Palestinos buscam dar uma resposta a Trump sobre Jerusalém
 
 
Países e organizações indignados com Trump por declarações racistas
 
 
Oliver Stone assina petição para que Lula possa disputar eleição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212