Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Limite a imigrantes imposto pela Áustria frustra esforço da UE para conter crise - Jornal Brasil em Folhas
Limite a imigrantes imposto pela Áustria frustra esforço da UE para conter crise


A Áustria enfureceu os colegas de União Europeia na quinta-feira ao insistir em limitar o número de imigrantes que recebe, prejudicando a iniciativa alemã de buscar uma solução comum para a crise de refugiados do bloco em parceria com a Turquia.

Líderes da UE reafirmaram durante uma cúpula em Bruxelas que não há alternativa a uma abordagem europeia única para a imigração, que expôs profundas diferenças na união. Eles também resolveram realizar uma cúpula especial com a Turquia no início de março para fazer com que um plano conjunto para deter o influxo funcione melhor.

Em um sinal claro de exasperação com a medida austríaca, anunciada unilateralmente na véspera da cúpula, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse: Solos nacionais não são recomendáveis.

O que se esperava ser uma discussão relativamente calma sobre a implementação da estratégia ainda incerta do bloco para frear o número de refugiados chegando à Europa se tornou o que um diplomata descreveu como um bate-boca acalorado com o chanceler da Áustria, Werner Faymann.

Outras autoridades da UE disseram que a ação de Viena foi equivalente a mostrar o dedo para o resto da Europa e em benefício dos tabloides austríacos.

Faymann insistiu que não ouviu só críticas durante o jantar da cúpula: Houve muita compreensão, afirmou. Não podemos providenciar todo o asilo da Europa.

A Áustria, ponto final de centenas de milhares de imigrantes que vêm rumando à Europa com destino à Alemanha, anunciou na quarta-feira que irá reinstalar as barreiras em suas fronteiras do sul.

Apesar de o chefe de imigração da UE ter alertado que a limitação irá violar as leis humanitárias internacional e do bloco e da pressão no encontro para que a medida seja suspensa, Faymann prometeu levar o plano adiante e disse que seus próprios advogados têm opiniões diferentes.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212