Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Vice do Equador se agarra a cargo após ser despojado de funções - Jornal Brasil em Folhas
Vice do Equador se agarra a cargo após ser despojado de funções


O vice-presidente do Equador, Jorge Glas, despojado de suas funções após criticar o presidente Lenín Moreno, assegurou nesta quinta-feira que continuará no cargo até terminar o mandato, apesar de denunciar uma retaliação política.

Sou vice-presidente eleito, constitucional da República e terminarei o meu mandato. Com ou sem funções, continuarei trabalhando, assegurou em breve declaração à imprensa.

Glas, vice-presidente desde 2013, precipitou na quarta-feira a primeira crise no recém-instalado governo de Lenín Moreno, ao publicar uma dura carta com uma longa lista de reprovações contra o presidente, que respondeu nesta quinta-feira afastando-o das funções que lhe havia atribuído.

É uma clara retaliação política por agir conforme o que a minha consciência diz. Desde ontem me sinto livre porque tive que presenciar por dois meses como começa desmontar a nossa revolução, declarou.

No poder desde 24 de maio, Moreno afastou Glas de suas funções à frente da milionária reconstrução das zonas arrasadas pelo terremoto de abril de 2016, que deixou mais de 600 mortos. Também lhe retirou suas responsabilidades nos setores produtivo e tributário.

Glas, acusado pela oposição de estar envolvido em vários casos de corrupção, denunciou que a medida de Moreno obedece a pedidos da oposição e das grandes empresas, com as quais, segundo o presidente, ele teria se aliado.

Ao ser eleito por voto popular, o vice-presidente não pode ser destituído pelo presidente. A única via para suspendê-lo do cargo é por meio de um julgamento político da Assembleia, de maioria governista, que rechaçou a possibilidade há duas semanas.

Ao final de seu comparecimento, o vice-presidente mostrou uma cópia plastificada do decreto de Moreno e assegurou que o pendurará na parede de sua casa. Horas antes, assegurou que não pretende conspirar contra Moreno ou gerar instabilidade política.

Desta forma, Glas se alinhou com o ex-presidente Rafael Correa na disputa que divide o governo.

Moreno e Glas foram eleitos para um período de quatro anos com a promessa de continuar com as políticas de esquerda que traçou Correa, radicado temporariamente na Bélgica.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212