Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 UE e ONU querem mais proteção para crianças vítimas da violência na América Central - Jornal Brasil em Folhas
UE e ONU querem mais proteção para crianças vítimas da violência na América Central


A União Europeia (UE) e o gabinete do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) anunciaram nesta quinta-feira um plano para proteger milhares de crianças atingidas pela violência nos países do Triângulo Norte da América Central.

O projeto, que conta com uma contribuição de 2,3 milhões de dólares da UE, pretende melhorar os mecanismos de assistência local, nacional e regional em El Salvador, na Guatemala e em Honduras para os menores de idade que fogem dentro ou fora de seus países pela violência, detalharam ambos os organismos em comunicado.

O plano de dois anos é dirigido a crianças refugiadas, solicitantes de asilo, deslocados internos e deportados com necessidades de proteção.

Pretende apoiar 14.000 crianças e adolescentes em risco pela insegurança dos três países, a partir de programas mantidos pelo Acnur com outras entidades de assistência psicológica e abrigos.

Segundo o Acnur, no ano passado foram reportadas 91.900 novas solicitações de asilo na América Central, 67% a mais do que em 2015.

Nos últimos anos contamos com o apoio da UE para auxiliar o nosso trabalho que tem como objetivo fortalecer os sistemas de asilo e de proteção, buscar soluções duradouras e dar assistência a mais de 10.000 meninos, meninas e adolescentes, assinalou o equatoriano José Samaniego, representante regional do Acnur, segundo o boletim.

O Acnur informou nesta quarta-feira que as solicitações de abrigo de salvadorenhos e hondurenhos que fogem principalmente da violência aumentam a cada ano na Guatemala, e entre 2014 e 2016 ultrapassaram centenas de pedidos anuais.

O Triângulo Norte da América Central enfrenta problemas de violência e homicídios provocados, sobretudo, pela operação de gangues e do tráfico.

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212