Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Onda de prisões em clínicas falsas de Los Angeles por epidemia de opiáceos - Jornal Brasil em Folhas
Onda de prisões em clínicas falsas de Los Angeles por epidemia de opiáceos


A polícia dos Estados Unidos prendeu 12 pessoas perto de Los Angeles que comandavam sete clínicas falsas que forneceram ilegalmente dois milhões de comprimidos de opiáceos, alguns potentes e viciantes analgésicos cujo consumo criou uma crise sanitária no país.

Utilizando médicos corruptos, esta rede ilegal emitiu receitas sem nenhuma base médica por meio de uma série de clínicas que abriam e fechavam de forma esporádica, escreveu o Departamento de Justiça em comunicado.

As ordens fraudulentas permitiam aos participantes deste esquema obter grandes quantidades de medicamentos com receita que depois eram revendidos nas ruas no mercado negro, acrescentou.

Além de gerar lucros ilícitos, este esquema contribuiu para a epidemia das drogas que causa tanto dano em todo o país, disse Sandra Brown, procuradora federal interina.

Ligações telefônicas gravadas pelos investigadores mostraram que os líderes deste esquema também roubaram as identidades de alguns médicos que se negaram a participar de sua enorme fraude.

O principal organizador, Minas Matosyan, conhecido como Maserati Mike, ofereceu especificamente a um médico que ficasse em casa ganhando 20.000 dólares sem fazer nada.

Ao se negar, fabricaram talões de receitas em seu nome, que usaram para conseguir e vender ilegalmente oxicodona, um analgésico derivado da morfina muito popular nos Estados Unidos, sem que o médico soubesse.

O secretário americano de Justiça, Jeff Sessions, disse na quarta-feira que os procuradores tinham como objetivo os médicos e farmacêuticos para lutar contra a epidemia galopante de opiáceos entregues sob receita, e de heroína.

Os analgésicos opiáceos e a heroína contribuíram com 60.000 mortes por overdose nos Estados Unidos em 2016, um aumento de 19% em relação ao ano anterior, segundo uma estimativa compilada pelo The New York Times.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212