Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Bank of England diminui previsão de crescimento para Reino Unido - Jornal Brasil em Folhas
Bank of England diminui previsão de crescimento para Reino Unido


O Bank of England (BoE, o Banco Central britânico) reduziu sua previsão de crescimento para o Reino Unido nesta quinta-feira, e o presidente Mark Carney apontou que a alta da inflação, turbinada pela libra mais fraca por causa do Brexit, prejudicou o gasto dos consumidores.

Numa reunião de política monetária nesta semana, o BoE manteve sua taxa de juros no nível mais baixo, 0,25%. Esse alerta deixou a libra em queda diante do euro, enquanto os tomadores de decisões parecem se afastar do aumento de gastos com empréstimos em breve.

A libra esterlina tem lutado para se recuperar desde que seu valor colapsou, após os britânicos votarem pela saída do país da União Europeia em junho de 2016.

Carney disse nesta quinta que, embora os consumidores em geral tenham ignorado as advertências - inclusive do BoE - de que o Brexit poderia prejudicar a economia do Reino Unido, esse sentimento não pode mais ser ignorado.

As famílias ignoraram as incertezas relacionados ao Brexit a princípio, mas, mais recentemente - como as consequências da queda da libra começaram a aparecer nas compras e a espremer suas receitas - eles cortaram os gastos, desacelerando a economia, afirmou numa coletiva de imprensa.

Os negócios têm ficado no meio do caminho, mas desde o referendo investiram muito menos agressivamente que de costume, completou Carney.

O BoE reduziu sua expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2017 a 1,7%, de uma previsão de 1,9% feita há três meses, segundo o relatório que acompanha a atualização da política monetária.

A instituição também espera que o PIB expanda apenas 1,6% em 2018 - pouco menos que os 1,7% previstos antes.

O banco central britânico espera que o PIB se mantenha lento no médio-prazo, enquanto a redução das receitas das famílias continua a influenciar seu consumo.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212