Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Pesquisa: só um município da Baixada tem atendimento de urgência satisfatório - Jornal Brasil em Folhas
Pesquisa: só um município da Baixada tem atendimento de urgência satisfatório


Dos 13 municípios que compõem a Baixada Fluminense, somente um apresentou condições satisfatórias no atendimento mínimo a urgências e emergências prestado à população. É o que mostra levantamento da Coordenadoria de Saúde e Tutela Coletiva da Defensoria Pública do Rio de Janeiro (DPRJ) e do Conselho Regional de Medicina (Cremerj).

Equipes dos dois órgãos inspecionaram 52 unidades de saúde nas cidades da Baixada, entre os dias 5 de abril e 18 de julho. Apenas Guapimirim apresentou bom funcionamento na unidade de saúde do município.

Principais referências para o atendimento à saúde na Baixada, o Hospitais Estadual Adão Pereira Nunes e o Hospital Geral de Nova Iguaçu, também conhecidos como hospitais de Saracuruna e da Posse, respectivamente, estão com mau funcionamento de equipamentos importantes para a realização de diagnósticos, como os tomógrafos, aponta o levantamento. Há ainda superlotação decorrente da falta do serviço nos municípios vizinhos, entre outros problemas.

A defensora Thaisa Guerreiro, da Coordenação de Saúde e Tutela Coletiva e do Núcleo de Fazenda Pública da DPRJ, explicou que as informações coletadas servirão para as ações administrativas e judiciais que serão movidas pela instituição a fim de restabelecer e qualificar o atendimento, a exemplo do envio de recomendações aos municípios ou mesmo o ingresso de ações civis públicas.

“É imperioso e urgente que os municípios da Baixada organizem a rede de atenção às urgências e emergências da região, de modo a desafogar os hospitais de Saracuruna e da Posse que, sobrecarregados, não conseguem prestar um serviço de saúde digno à população”, declarou.

As inspeções ocorreram em unidades de atenção às urgências e emergências, como hospitais gerais e unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) 24h, assim como em unidades de assistência materno-infantil.

O resultado do mapeamento será disponibilizado às prefeituras e ao Ministério da Saúde, para que possa servir de base na definição dos repasses que são feitos pela União aos municípios, por meio do Fundo Nacional de Saúde, para o custeio dos serviços de saúde de média e alta complexidade.

“Os dados extraídos do Fundo Nacional de Saúde demonstram que, em alguns municípios, os gestores não estão executando as verbas que recebem do Ministério da Saúde para o financiamento de suas unidades hospitalares e pré-hospitalares, já que muitas, como se viu, estão fechadas”, disse a defensora, que também chamou a atenção para a falta de planejamento e gestão em algumas unidades.

“Os gestores poderiam registrar corretamente sua produção ambulatorial e hospitalar nos sistemas de informação do Ministério da Saúde e obter, assim, incremento dos repasses federais, o que reverteria, é claro, em maior oferta e melhor qualidade dos serviços de saúde prestados à população”.

A Secretaria de Estado de Saúde respondeu que, assim como vem acontecendo em todos os hospitais de emergência da rede pública, o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes também tem absorvido pacientes que deixaram de ter plano de saúde: em todo o estado são 610 mil pessoas, devido à crise financeira. O perfil da unidade é o atendimento a pacientes de média e alta complexidade, sendo especializado em trauma. Em relação às tomografias, a direção do hospital esclareceu que um dos tomógrafos apresentou defeito, mas a peça necessária ao conserto já foi comprada.

Procuradas, as prefeituras citadas não haviam se manifestado até o fechamento desta matéria.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212