Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Mais de 100 bares de Manaus são fechados por descumprimento da Lei Seca - Jornal Brasil em Folhas
Mais de 100 bares de Manaus são fechados por descumprimento da Lei Seca


Uma operação da Polícia Civil do Amazonas fechou 126 bares de Manaus na madrugada desse domingo (6), dia de eleição suplementar para governador, por descumprimento da “Lei Seca”. Uma segunda fase da operação está sendo realizada durante o dia.

Uma portaria assinada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do estado, desembargador Yêdo Simões, e pelo secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, proibiu o consumo e a venda de bebida alcoólica, das 2h até as 18h, em bares, restaurantes, supermercados, mercearias e estabelecimentos similares, e ainda em locais abertos ao público, em todo o Amazonas.

“A Polícia Civil fez um planejamento, com uma equipe volante, com cerca 90 policiais. Foram fechados 126 bares, mas não houve nenhuma incidente, apenas aquelas pessoas que estavam desavisadas”, informou o delegado-geral do Amazonas, Frederico Mendes .

No documento, eles argumentam que “a bebida alcoólica afeta a capacidade de discernimento do ser humano e o seu consumo pode gerar transtornos e comprometer a boa ordem dos trabalhos eleitorais e o exercício democrático do voto”. Além disso, a portaria informa que em pleitos anteriores, a proibição resultou em redução no número de ocorrências e de distúrbios nos locais de votação.

O descumprimento da medida caracteriza crime de desobediência previsto no Código Eleitoral Brasileiro, que pode levar à prisão e ao pagamento de multa.

Nas eleições municipais de 2016, 72 bares foram fechados no Amazonas por descumprir a Lei Seca, de acordo com informações da Polícia Civil.

Outras ocorrências

A Polícia Civil do Amazonas informou que, até o momento, nenhuma ocorrência relevante foi registrada. Apenas informou que houve um caso de desordem, às 9h, registrado pela delegada Sansha Sodré nas dependências da Escola Estadual Francisco Nunes da Silva, no bairro Puraquequara. Uma mulher, identificada como Eunice Moraes de Oliveira, de 50 anos, agrediu, com um tapa no rosto, uma mesária de 18 anos. De acordo com a delegada, após a agressão policiais militares da 28ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados e conduziram as pessoas envolvidas para o Juizado Especial do Tribunal Regional Eleitoral, onde foram realizados os procedimentos cabíveis. A agressora assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência por desordem e depois foi liberada.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212