Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Consumo precoce de pornô aumenta probabilidade de misoginia, aponta estudo - Jornal Brasil em Folhas
Consumo precoce de pornô aumenta probabilidade de misoginia, aponta estudo


Os homens que consomem pornografia infantil estão mais inclinados à misoginia, segundo um estudo apresentado nesta sexta-feira na convenção anual da Associação Americana de Pediatria (APA).

O estudo foi baseado em entrevistas com 330 estudantes entre 17 e 54 anos de uma grande universidade do Meio Oeste dos Estados Unidos, que os pesquisadores não identificaram.

Percebemos que quanto mais jovem é um homem ao consumir pela primeira vez pornografia, mais provável é que queira ter poder sobre as mulheres, disse a estudante de doutorado da Universidade de Nebraska Alyssa Bischmann, que apresentou o estudo.

Quanto mais velho é um homem ao consumir pela primeira vez pornografia, mais provável é que queira ter um comportamento de playboy. acrescentou.

A idade média para o primeiro consumo de pornografia entre os 330 entrevistados foi de 13,3 anos, sendo 5 anos a menor e 26 a maior.

O primeiro contato de 46,5% foi acidental, de 33,4% intencional e de 17,2% forçado.

A coautora do estudo, Chrissy Richardson, disse que os achados do estudo foram inesperados, já que esperavam que ambos comportamentos - misoginia e playboy- se associassem a um consumo precoce do pornô, se baseando nos papéis de gênero na socialização e na exposição à mídia.

85% dos participantes do estudo eram homens brancos, e 93% heterossexuais. EFE

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212