Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Justiça da Austrália ordena bloqueio de sites que permitem a pirataria audiovisual - Jornal Brasil em Folhas
Justiça da Austrália ordena bloqueio de sites que permitem a pirataria audiovisual


A justiça australiana ordenou nesta sexta-feira que os provedores de acesso a internet bloqueiem mais de 40 sites internacionais que permitem o download de séries, filmes e outros conteúdos de audiovisual com direitos autorais.

Os downloads e o streaming ilegal de séries como Game of Thrones são muito comuns na Austrália.

A distribuidora australiana Village Roadshaw, apoiada por estúdios como Disney, Twentieth Century Fox, Paramount Pictures, Columbia Pictures, Universal e Warner Bros, apresentou uma ação na Corte Federal da Austrália.

O tribunal ordenou as provedores de internet, incluindo os dois mais importantes do país, Telstra e Optus, o bloqueio de sites de download ilegal como EZTV, Demonoid, Limetorrents e Putlocker.

As violações são flagrantes e refletem um desprezo flagrante dos direitos autorais, afirma a Corte em seu veredicto.

As autoridades australianas lutam contra os downloads ilegais. Em 2015 o Parlamento aprovou uma lei que autorizava os proprietários de direitos autorais a recorrer à justiça para solicitar uma ordem de bloqueio aos sites que compartilham conteúdo de modo ilegal.

O copresidente da Village Roadshow, Graham Burke, ficou satisfeito com a decisão e disse que o bloqueio de sites tem sido aplicado com muita eficácia em todo o mundo e reduziu o roubo de conteúdo audiovisual.

Os ladrões que administram estes sites de pirataria não nada à Austrália, não empregam ninguém e não pagam impostos aqui. Dos enormes lucros que conseguem, nenhum centavo vai para os criadores de conteúdo, disse.

A indústria do entretenimento calcula que os downloads ilegais retiram das empresas bilhões de dólares de arrecadação.

Mas os defensores dos consumidores alegam que o bloqueio de sites que hospedam links de compartilhamento de arquivos já se mostrou ineficiente, já que os internautas podem driblar as restrições com o uso de redes privadas virtuais (VPN) e outros meios.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212