Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Itamaraty diz que apoiará exportador de frango contra investigação antidumping - Jornal Brasil em Folhas
Itamaraty diz que apoiará exportador de frango contra investigação antidumping


O Ministério das Relações Exteriores informou hoje (18) que tomou conhecimento da abertura das investigações na China sobre possível dumping nas importações de frango procedentes do Brasil e que apoiará os exportadores brasileiros. O governo brasileiro vai apoiar os exportadores brasileiros no processo antidumping e buscar assegurar que as normas da OMC [Organização Mundial do Comércio] sejam seguidas estritamente.”

Nesta sexta-feira, o Ministério de Comércio da China anunciou o início de uma investigação sobre possível dumping. Em comunicado, a pasta disse que a investigação se prolongará por pelo menos um ano, até 18 de agosto de 2018, com a possibilidade de prorrogação por mais 12 meses.

O dumping é a comercialização de produtos a preços abaixo do custo de produção. Prática comercial considerada desleal, que é usada para eliminar a concorrência e conquistar uma fatia maior de mercado.

O presidente-executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, disse que o Brasil não vende frango à China abaixo do preço de mercado. Segundo Turra, o Brasil não pratica dumping no comércio internacional de carne de frango, nem em qualquer outra proteína exportada pela avicultura e pela suinocultura.

Não é a primeira vez que brasileiros enfrentam este tipo de questionamento. Em 2010, a Ucrânia apresentou consultas semelhantes contra o Brasil e os Estados Unidos, que se defenderam conjuntamente e obtiveram vitória. Em 2012, o mesmo ocorreu com relação à África do Sul. Novamente, o Brasil saiu vitorioso da contenda, mostrando que são injustificados tais questionamentos, disse Francisco Turra.

A ABPA informou que teve acesso preliminar aos documentos encaminhados pelo governo chinês e está levantando as informações necessárias para subsidiar o governo brasileiro, para que todos os pontos sejam esclarecidos.

O presidente da associação credita esses questionamentos à alta competitividade da avicultura brasileira, que conta com farta oferta de milho e de soja, insumos básicos e determinantes para os custos de produção. Além disso, o Brasil segue como um dos únicos grandes produtores mundiais a nunca registrar casos de influenza aviária em seu território, um problema que tem impactado a produção avícola mundial nos últimos anos, acrescentou.

O Ministério de Comércio da China estima que 50% do fornecimento de frango na China, o segundo maior consumidor desta carne no mundo, procedia do Brasil entre 2013 e 2016. Além disso, a China é o maior consumidor mundial de frango brasileiro, e 85% das importações congeladas desta carne procedem do Brasil.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212