Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Obama firma lei com novas sanções à Coreia do Norte - Jornal Brasil em Folhas
Obama firma lei com novas sanções à Coreia do Norte


O presidente americano, Barack Obama, assinou nesta quinta-feira uma lei que impõe novas sanções à Coreia do Norte, após as provocações de um recente teste nuclear e do lançamento de um foguete - informou a Casa Branca.

A lei sancionada por Obama foi aprovada pelo Congresso na semana passada. O texto reforça as sanções a Pyongyang para a importação de bens e de tecnologia relacionados com armas de destruição em massa, assim como a qualquer pessoa envolvida em abusos aos direitos humanos, completou a Casa Branca.

O novo texto, uma resposta ao teste nuclear em 6 de janeiro, endurece as sanções prévias a Pyongyang e torna obrigatórias as penalidades que até agora estavam entregues à discrição do presidente.

As sanções, que incluem o congelamento de ativos, a proibição de vistos e o repúdio de contratos públicos americanos, estão dirigidas contra toda pessoa ou empresa que ajude o regime comunista de Pyongyang, principalmente na aquisição de materiais para fabricar armas de destruição em massa.

Embora todas as empresas que ajudam a Coreia do Norte possam ser sancionadas, sem dúvida será difícil aplicar a lei a empresa chinesas vinculadas a Pyongyang, admitiu o senador republicano Bob Corker, presidente da Comissão de Assuntos Exteriores.

O objetivo não é castigar a China, explicou. Mas se há entidades que ajudam (o regime norte-coreano) e nós sabemos que há, elas serão castigadas, disse Corker, que chamou o governo de Obama a ser intransigente.

A Coreia do Norte proclamou em 6 de janeiro ter testado com êxito uma bomba de hidrogênio, anunciou que os especialistas internacionais receberam com grande ceticismo.

Esta explosão constituiu o quarto teste nuclear do regime mais isolado do mundo e uma nova violação de resolução da ONU.

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212