Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Um em cada três americanos não dormem o suficiente, diz estudo - Jornal Brasil em Folhas
Um em cada três americanos não dormem o suficiente, diz estudo


Um em cada três americanos não dormem o suficiente, aumentando o risco de obesidade, diabetes, hipertensão arterial, doenças cardíacas e derrames - informaram as autoridades de saúde dos Estados Unidos nesta quinta-feira.

Sono saudável é definido como pelo menos sete horas por dia para adultos com idades entre 18 e 60 anos, de acordo com o relatório dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

As conclusões fazem parte do primeiro estudo a documentar as estimativas de duração do sono saudável auto-reportados para todos os 50 estados e no Distrito de Columbia, disse o CDC em seu Morbidity and Mortality Weekly Report.

Padrões de sono variaram em todo o país por localização e etnia, bem como segundo o emprego e estado civil, disse o estudo, baseado em entrevistas por telefone para números discados aleatoriamente.

As pessoas brancas são mais propensas a dormir o suficiente - com 67% dos brancos não-hispânicos declarando uma duração do sono saudável, em comparação com apenas 54%o dos afro-americanos.

Sessenta e seis por cento dos hispânicos e 63% dos asiáticos relataram dormir o suficiente por noite.

A menor proporção de adultos que dormiram adequadamente estava centrada no sudeste dos Estados Unidos, uma área que também tem a maior prevalência de obesidade e outras condições crônicas.

Estar desempregado ou estar doente também tornou mais difícil dormir para mais de metade dos entrevistados.

As pessoas com um nível de escolaridade universitário ou superior foram mais propensas a relatar padrões de sono saudáveis, 72%.

As pessoas casadas (67%) tinham maior propensão do que as nunca casadas (62%) ou divorciadas, viúvas ou separadas (56%) a ter pelo menos sete horas de sono por noite.

Como nação, não estamos dormindo o suficiente, disse Wayne Giles, diretor da Divisão de Saúde da População do CDC.

Mudanças de estilo de vida, como ir para a cama na mesma hora todas as noites, ou levantar-se no mesmo horário todas as manhãs e desligar ou remover televisores, computadores, dispositivos móveis do quarto, podem ajudar as pessoas a obter o sono saudável que precisam.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212