Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Um em cada três americanos não dormem o suficiente, diz estudo - Jornal Brasil em Folhas
Um em cada três americanos não dormem o suficiente, diz estudo


Um em cada três americanos não dormem o suficiente, aumentando o risco de obesidade, diabetes, hipertensão arterial, doenças cardíacas e derrames - informaram as autoridades de saúde dos Estados Unidos nesta quinta-feira.

Sono saudável é definido como pelo menos sete horas por dia para adultos com idades entre 18 e 60 anos, de acordo com o relatório dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

As conclusões fazem parte do primeiro estudo a documentar as estimativas de duração do sono saudável auto-reportados para todos os 50 estados e no Distrito de Columbia, disse o CDC em seu Morbidity and Mortality Weekly Report.

Padrões de sono variaram em todo o país por localização e etnia, bem como segundo o emprego e estado civil, disse o estudo, baseado em entrevistas por telefone para números discados aleatoriamente.

As pessoas brancas são mais propensas a dormir o suficiente - com 67% dos brancos não-hispânicos declarando uma duração do sono saudável, em comparação com apenas 54%o dos afro-americanos.

Sessenta e seis por cento dos hispânicos e 63% dos asiáticos relataram dormir o suficiente por noite.

A menor proporção de adultos que dormiram adequadamente estava centrada no sudeste dos Estados Unidos, uma área que também tem a maior prevalência de obesidade e outras condições crônicas.

Estar desempregado ou estar doente também tornou mais difícil dormir para mais de metade dos entrevistados.

As pessoas com um nível de escolaridade universitário ou superior foram mais propensas a relatar padrões de sono saudáveis, 72%.

As pessoas casadas (67%) tinham maior propensão do que as nunca casadas (62%) ou divorciadas, viúvas ou separadas (56%) a ter pelo menos sete horas de sono por noite.

Como nação, não estamos dormindo o suficiente, disse Wayne Giles, diretor da Divisão de Saúde da População do CDC.

Mudanças de estilo de vida, como ir para a cama na mesma hora todas as noites, ou levantar-se no mesmo horário todas as manhãs e desligar ou remover televisores, computadores, dispositivos móveis do quarto, podem ajudar as pessoas a obter o sono saudável que precisam.

 

Últimas Notícias

SP: viaduto que cedeu passará por elevação com macacos hidráulicos
Operação de feriado reduziu em 4% o total de acidentes graves, diz PRF
Seleção para o Mais Médicos terá limitador de vagas por município
Petrobras pode ser privatizada em parte, diz Bolsonaro
Traficante brasileiro extraditado do Paraguai é levado para o Paraná
Com proximidade do verão, Rio reforça campanha de combate à dengue
Embaixada do Brasil parabeniza Paraguai por extradição de traficante
Encontro avalia estratégias contra a corrupção e lavagem de dinheiro

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212