Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Trader previu derrocada do petróleo a US$ 26 agora projeta alta de 50% da commodity - Jornal Brasil em Folhas
Trader previu derrocada do petróleo a US$ 26 agora projeta alta de 50% da commodity


SÃO PAULO - Ainda em novembro do ano passado, quando o petróleo era negociado em cerca de US$ 41 por barril, o analista técnico Todd Gordon fez uma projeção que muitos acharam loucura: a commodity iria continuar caindo e atingiria uma mínima de US$ 26. E ele acertou: em 11 de fevereiro, o petróleo fechou em US$ 26,05, mas iniciou uma recuperação.

Porém, para realmente confirmar que este preço foi o piso do petróleo, Gordon afirma que um cenário precisa se confirmar antes. Há uma resistência entre US$ 37 e US$ 38, disse o analista nesta quinta-feira (19) para a CNBC. Se nós podemos romper isso, então eu poderia dizer que o aquele foi o piso, e eu poderia me convencer de uma disparada. Mas não antes disso, afirmou.

Gordon afirma que a história recente mostra que o petróleo é capaz disparar tanto quanto 50% mesmo em meio a uma tendência de baixa, como ocorreu no início de 2015. O que precisamos ver é uma alta de mais de 50%. Atualmente estamos a meio caminho das mínimas - isso aponta para cerca de US$ 38, disse ele. Este foi o método usado por ele para prever a queda para US$ 26.

Assim como Gordon, o diretor sênior de pesquisa de petróleo no CME Group, Daniel Brusstar, acredita que o preço do WTI (West Texas Intermediate) voltará aos US$ 40,00. Saindo da análise técnica, ele diz que o Iraque não conseguirá manter a produção atual por muito tempo devido a seu envolvimento no combate ao Estado Islâmico.

Boa notícia para quem está com expectativa para uma alta dos mercados.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212