Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Vale passa de queda para alta de 4% e Petrobras cai 2%; Comgás dispara com dividendo de R$ 10 - Jornal Brasil em Folhas
Vale passa de queda para alta de 4% e Petrobras cai 2%; Comgás dispara com dividendo de R$ 10


SÃO PAULO - O Ibovespa tem um dia de leve queda, repercutindo a divulgação de resultados e recomendações. Às 13h22 (horário de Brasília), o benchmark da bolsa registrava queda de 0,52%, com Petrobras e bancos registrando baixa. Contudo, as ações da Vale passaram de queda para expressiva alta. Confira os destaques:

Vale (VALE3, R$ 11,95, +3,82%; VALE5, R$ 8,68, +3,95%) Após iniciar a sessão em baixa, apesar da forte alta de 2,93% do minério de ferro spot (à vista) negociado no porto de Qingdao, as ações da Vale viraram para alta. Operadores de mercado destacam que a falta de papel para aluguel da companhia, o que aumenta o risco de um short squeeze (pressão dos vendidos) contra o papel.

Isso porque, com a disparada do aluguel, o mercado de BTC está praticamente seco em VALE3 e VALE5. Sem conseguir tomar o papel emprestado, investidores que estavam posicionados na venda no papel precisariam zerar suas posições, o que acabaria puxando uma forte disparada na ação. A Bradespar (BRAP4), que também está com dificuldades em ser alugada, sobe forte.

Além disso, foco nas siderúrgicas, como Gerdau (GGBR4, R$ 4,13, +0,98%) e Usiminas (USIM5, R$ 0,90, +3,45%) também registram alta, apesar do noticiário negativo do setor. A demanda de aço caiu 27% em janeiro na comparação anual, confirmando números fracos de Anfavea e Fenabrave (mas vale destacar que base foi forte em janeiro de 2015). O BTG destaca que segue cautela com o setor, com preferência relativa pela Gerdau.

BM&FBovespa (BVMF3, R$ 10,51, -0,47%) As ações da BM&FBovespa têm queda hoje, após a divulgação do resultado, mas bem menos expressiva em relação ao início da sessão. Porém, os olhos do mercado ficam de olho no encontro de hoje da BM&FBovespa para comentar o resultado. Havia expectativa de que a BM&FBovespa anunciaria a nova proposta pela compra da Cetip. Contudo, a companhia falou que não iria fazer comentários sobre a Cetip. As ações da Cetip (CTIP3, R$ 38,00, -0,91%) também têm queda.

A companhia divulgou o resultado ontem, encerrando o quarto trimestre de 2015 com um prejuízo líquido de R$ 407,5 milhões por conta de um ajuste contábil sem efeito caixa de quase R$ 2 bilhões. No período, a companhia fez um ajuste contábil de valor recuperável de ativos de R$ 1,7 bilhão (R$ 1,1 bilhão, líquido de imposto) referente a ágio fundamentado em expectativa de rentabilidade futura gerado na aquisição da Bovespa Holding em 2008. Em termos recorrentes, a companhia teve lucro de R$ 534,1 milhões nos últimos três meses do ano passado, contra R$ 373,2 milhões no mesmo período de 2014. No acumulado do ano, o resultado ajustado atingiu R$ 1,819 bilhão, uma alta de 23% sobre o ano anterior.

No quarto trimestre, a receita líquida da BM&FBovespa teve alta de 1,8% sobre um ano antes, atingindo R$ 543,2 milhões, enquanto o resultado financeiro teve um salto de 436,2%, passando de R$ 54,1 milhões para R$ 289,8 milhões. No acumulado do ano, a receita atingiu R$ 2,216 bilhões, com ganhos de 9,2% em um ano, enquanto o resultado financeiro foi a R$ 508,8 milhões, uma alta de 144,4%. Conforme destaca o Credit Suisse, a companhia conseguiu atingir seu guidance mais uma vez; no entanto, há preocupação com as perspectivas para 2016 e há a expectativa de um volume de Bovespa mais fraco, reduzindo as expectativas para o Ebitda em 2016 em 5%. O preço-alvo foi reduzido de R$ 11,50 para R$ 10,50, mas mantiveram o rating neutro.

Construtoras O Bradesco BBI revisou as recomendações para as construtoras. A corretora elevou a recomendação da Direcional (DIRR3, R$ 3,90, 0%) para outperform e PDG (PDGR3, R$ 5,29, +7,96%) para neutra; enquanto reduziu a recomendação para EzTec (EZTC3, R$ 12,90, -0,39%) para neutra e a Even (EVEN3, R$ 4,57, +1,11%) para underperform, refletindo os persistentes desafios. MRV (MRVE3, R$ 9,63, +2,12%) e Direcional são as top picks do banco no setor de construção.

Frigoríficos O HSBC iniciou a cobertura para as ações de frigoríficos, com a Minerva (BEEF3, R$ 11,48, +0,70%) tendo recomendação de manutenção, com preço-alvo de R$ 13,00. JBS (JBSS3, R$ 10,84, -1%) e BRF (BRFS3, R$ 53,23, -0,06%) foram iniciadas com recomendação de compra, com preços-alvo respectivos de R$ 15,50 e R$ 70,50. Já a Marfrig (MRFG3, R$ 5,96, +0,68%) foi iniciada com recomendação de reduzir.

Elétricas O UBS revisou a recomendação para o setor elétrico, rebaixando a Eletropaulo (ELPL4, R$ 8,71, -1,91%) de neutra para venda e com um preço-alvo de R$ 8 por ação. Já a Tractebel (TBLE3, R$ 34,37, -0,78%) foi elevada para neutra e a Transmissão Paulista (TRPL4, R$ 46,80, +0,11%) foi elevada para compra, com preços-alvo respectivos de R$ 37 e R$ 57 por ação.

Raia Drogasil (RADL3, R$ 44,24, -0,58%) Maior alta do Ibovespa no ano, as ações da Raia Drogasil têm leve queda na sessão de hoje. A companhia informou que teve lucro líquido de 78,3 milhões de reais no quarto trimestre, alta de 25,5 por cento sobre o mesmo período um ano antes. O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado entre outubro e dezembro de 2015 foi de 188,1 milhões de reais, ante 159,7 milhões de reais no quarto trimestre de 2014. Segundo o BTG Pactual, o ano de 2015 da companhia foi para ser lembrado. Os resultados foram um pouco acima do esperado pelo Votorantim, reforçando a avaliação da corretora como um ativo premium - e a companhia está bem posicionada em um mercado eficiente.

Comgás (CGAS5, R$ 35,30, +8,71%) As ações da Comgás apresentam uma forte disparada nesta sexta-feira (19), dia em que os papéis ficam ex de um dividendo de R$ 10,419 por unidade, o que corresponde a um yield superior a 20%. Com isso, também é beneficiada a Cosan (CSAN3, R$ 24,18, +2,03%), que deve receber R$ 744 milhões pela distribuição do provento, por deter 16,67% dos ativos preferenciais da companhia e 73,66% dos ordinários.

No entanto, a equipe de análise do BTG Pactual ressaltou uma dúvida do mercado que fica no ar em meio à notícia , quanto à alocação de capital. Acreditamos que a melhor maneira de gerar valor para o minoritário da Cosan seja pagando a dívida no nível das empresas, mas temos dúvidas se este será o caminho, escreveram em relatório a clientes. Os dividendos deverão ser pagos na próxima sexta-feira (26).

Na noite da véspera, a Comgás apresentou seus resultados referentes ao exercício do quarto trimestre do ano passado. O lucro líquido registrado pela companhia foi de R$ 179,6 milhões entre outubro e dezembro, o que corresponde a uma elevação de 4%, e R$ 620 milhões no acumulado de 2015, 13% acima do ano anterior -- seu novo recorde.

No mesmo horário, a Cosan também via suas ações subirem; os papéis CSAN3 apresentavam variação positiva de 2,29%, a R$ 24,19. A companhia informou o mercado que, no quarto trimestre de 2015, fechou com lucro líquido de R$ 674,2 milhões, frente a prejuízo de R$ 83,5 milhões no mesmo período do ano anterior. O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 1,85 bilhão, aumento de 80% na comparação anual.

Petrobras (PETR3, R$ 6,50, -1,52%; PETR4, R$ 4,50, -1,96%) As ações da Petrobras têm queda seguindo a baixa do petróleo. O brent registrava queda de 2,19%, a US$ 33,53 o barril.

No noticiário da companhia, o presidente da Bolíveia, Evo Morales, pode ajudar a estatal a retomar as obras da unidade de fertilizantes que a estatal estava construindo em Três Lagoas (MS), e que já consumiu uns R$ 3 bilhões, informa a coluna de Ancelmo Gois para O Globo.

Para atrair um parceiro privado capaz de realizar os investimentos necessários à conclusão da fábrica, a Petrobras negocia a entrada na sociedade da estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos. Assim, garante que não vai faltar gás.

Oi (OIBR4, R$ 1,88, -0,53%) A Oi diminuiu as perdas e registra queda de cerca de 0,5%. No noticiário da companhia, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) adiou nesta quinta-feira, devido a pedido de vista do conselheiro Igor de Freitas, o julgamento do acordo para a Oi trocar multas que totalizam cerca de 1,2 bilhão de reais por investimentos na melhoria dos serviços. Em janeiro, a Anatel publicou acórdão com os critérios a serem adotados para determinar os projetos estratégicos que podem ser usados na assinatura de Termos de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC), como o da Oi, que permitem às operadoras trocar multas da agência por investimentos em projetos de interesse público no setor de telecomunicações.

Suzano (SUZB5, R$ 14,97, +0,47%) A Suzano Papel e Celulose reverteu prejuízo e teve lucro líquido de R$ 341 milhões no quarto trimestre, com a alta do dólar impulsionando as exportações da empresa e o maior preço de papel no mercado doméstico. O desempenho reverteu resultado negativo de R$ 197 milhões no mesmo período do ano anterior, que havia sido impactado pela variação cambial. Contudo, veio abaixo do esperado pelo mercado, de lucro líquido de 520 milhões de reais, de acordo com pesquisa da Reuters. Conforme destaca o Haitong, os resultados não animaram e os menores volumes vendidos e maiores descontos refletem a mesma questão que afetou a Fibria: uma menor demanda da China.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212