Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Outra tempestade atinge Hong Kong e Macau após tufão que deixou 18 vítimas - Jornal Brasil em Folhas
Outra tempestade atinge Hong Kong e Macau após tufão que deixou 18 vítimas


Uma segunda tempestade atingiu Hong Kong e Macao neste domingo, poucos dias depois que o potente tufão Hato arrasou a região sul da China e deixou 18 mortos.

As duas cidades elevaram o grau de alerta para oito ante a chegada da tempestade tropical Pakhar, em um momento em que os serviços de emergência ainda tentam reparar os danos de Hato.

A companhia aérea de bandeira de Hong Kong Cathay Pacific e a companhia Cathay Dragon cancelaram 50 voos neste domingo e deverá haver mais atrasos e cancelamentos.

Com um nível de alerta 8, a bolsa de valores e as escolas permanecem fechadas.

Pakhar, batizado em homenagem a um peixe de água doce originário do rio ekong, tocou tem terra quando a região mal se recuperava da passagem do tufão Hato.

Dezesseis pessoas morreram em Macau e no sul da China com a passagem de Hato, que também varreu o território chinês de Hong Kong, onde provocou um rastro de destruição.

Na ex-colônia portuguesa, a passagem do tufão, provocou oito mortes e grandes inundações.

Na vizinha província de Guangdong, no sul da China, o tufão deixou ao menos quatro mortos e cerca de 27 mil desabrigados, que estão em refúgios temporários, revelou a agência oficial Xinhua.

Em Macau, oito pessoas morreram e uma delas foi vitimada pelo desabamento de um muro, enquanto outra caiu do quarto andar de um prédio e uma terceira, um turista chinês, foi atropelada por um caminhão.

A energia elétrica foi cortada em vários pontos de Macau e as autoridades se viram obrigadas a limitar o fornecimento de água potável.

Em Hong Kong, o tufão Hato também provocou estragos, deixando 120 feridos e mais de 300 desabrigados.

Ondas gigantes foram registradas e vários bairros ficaram inundados.

As rajadas de vento chegaram a 207 km/h e derrubaram janelas e vitrines, assim como árvores.

Hong Kong é afetado com frequência por tufões entre julho e outubro, mas um impacto direto como o provocado pelo Hato é incomum.

Em 1962, o tufão Wanda, com ventos de 284 km/h, atou 130 pessoas e deixou 72.000 desabrigados.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212