Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Kerry diz a Lavrov que precisa de trégua imediata na Síria - Jornal Brasil em Folhas
Kerry diz a Lavrov que precisa de trégua imediata na Síria


O secretário de Estado americano, John Kerry, exigiu, neste sábado, que um cessar-fogo seja acordado o quanto antes na Síria, durante uma conversa telefônica com o ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov.

O secretário expressou sua esperança de que um completo cessar das hostilidades poderia ser alcançado no menor espaço de tempo possível, declarou o porta-voz do Departamento de Estado, John Kirby, em uma coletiva de imprensa.

Kerry, que chegou na capital jordaniana, Amã, na noite deste sábado, vindo de Londres, para uma reunião com o rei Abdullah II, expressou novamente sua preocupação a Lavrov sobre os ataques aéreos russos na Síria em apoio ao regime do presidente Bashar Al-Assad.

O secretário Kerry também reiterou sua profunda preocupação com a natureza indiscriminada dos contínuos bombardeios realizado pela aviação russa e que vidas estão sendo perdidas como resultado, declarou Kirby.

Os Estados Unidos continuam pedindo a todos os lados que respeitem as obrigações internacionais para evitar vítimas civis, e a responsabilidade é, em primeiro lugar, e principalmente, do regime de Assad e de seus aliados, completou.

Os dois ministros discutiram o progresso feito por duas reuniões da força-tarefa da ONU em Genebra esta semana, uma sobre ajuda humanitária para cidades sírias sitiadas e a outra sobre um cessar das hostilidades que havia sido definida para entrar em vigor na sexta-feira, informou Kirby.

Neste sábado, em Londres, Kerry declarou em um comunicado que muito do trabalho ainda está por fazer antes de ser alcançada uma trégua na Síria.

Kerry e Lavrov são os principais arquitetos do acordo de Munique de 11 e 12 de fevereiro, de acordo com o qual 17 países e três organizações concordaram sobre um cessar-fogo para sexta-feira.

Contudo, a Rússia prometeu neste sábado continuar a ajudar Damasco a lutar contra grupos terroristas na Síria, e um grupo-chave da oposição declarou que apoiaria uma trégua se aliados ao regime suspendesse fogo.

Mais de 260.000 pessoas foram mortas nos quase cinco anos de conflito e metade da população do país foi deslocada.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212