Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Alemanha: Merkel e Schulz disputam eleições para chanceler no fim de setembro - Jornal Brasil em Folhas
Alemanha: Merkel e Schulz disputam eleições para chanceler no fim de setembro


Angela Merkel e Martin Schulz vão disputar, em 24 de setembro, o cargo de chanceler da Alemanha. Segundo as últimas sondagens, a atual chanceler lidera as pesquisas e tem grandes chances de conquistar um quarto mandato.

Neste domingo (3), Merkel e Schulz participaram do único debate televisivo da campanha, visto como a principal oportunidade para os candidatos convencerem os cerca de 40% dos eleitores indecisos. O debate foi transmitido pelos quatro principais canais de televisão alemães e acompanhado por cerca de 20 milhões de espectadores, segundo informou a empresa pública de comunicação Deutsche Welle (DW).

De acordo com analistas, apesar de Schulz ter atacado duramente Merkel com questões sobre imigração e relações com a Turquia, a atual chanceler se saiu melhor no debate e segue com a maioria das intenções de voto. Merkel está no poder há 12 anos.

Antes do debate, Merkel apresentava uma vantagem de aproximadamente 15 pontos em relação a Schulz, que é ex-presidente do Parlamento Europeu e deixou o cargo no ano passado, para se candidatar ao posto de chefe de governo. Uma nova sondagem, realizada pela emissora pública ARD e divulgada após o debate, revelou que Merkel tem 55% das intenções de voto, contra 35% de Schulz.

A disputa, que envolve o país com maior população entre os estados-membros da União Europeia (82,2 milhões de habitantes), foi marcada por temas como a relação com a Turquia e a migração nos próximos 4 anos.

A primeira crítica de Schulz em relação à Merkel foi justamente sobre a sua política durante a crise dos refugiados que, segundo ele, não foi unânime dentro da UE. Merkel defendeu-se afirmando que a Alemanha passou por uma situação muito dramática e que “há momentos na vida de uma chanceler que exigem que se tome logo uma decisão”.

Já em relação ao fim das negociações para a adesão da Turquia à União Europeia, ambos os candidatos concordaram. Ficou claro que a Turquia não deve se tornar membro da União Europeia, afirmou Merkel. Quando eu for chanceler, cancelarei as negociações de adesão, disse Schulz.

Segundo o jornal britânico The Guardian, o posicionamento dos dois candidatos é muito semelhante em relação a diversos assuntos e o principal desafio de Schulz foi distanciar o seu partido, SPD, do CDU (partido de Merkel), pois ambos estiveram coligados duas vezes sob a administração de Merkel e têm propostas parecidas.

Schulz acusou Donald Trump de levar o mundo à beira de uma crise com seus posts no Twitter e defendeu que a Alemanha deveria trabalhar com os parceiros europeus, o Canadá e o México para fazer a oposição a Trump.

Ao receber críticas à sua política interna, Merkel disse que, ao longo dos seus 12 anos de mandato, o número de desempregados baixou de 5 milhões para 2,5 milhões. Ela negou, veementemente, os rumores de que seu partido irá aumentar a idade da aposentaria para 70 anos.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212