Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Campanha Nacional de Multivacinação começa hoje - Jornal Brasil em Folhas
Campanha Nacional de Multivacinação começa hoje


De hoje até o dia 22 de setembro acontece a Campanha de Multivacinação. Crianças e adolescentes menores de 15 anos devem comparecer a um posto de vacinação para conferir se a caderneta está em dia. O objetivo da campanha é resgatar não vacinados ou completar esquemas vacinais conforme o Calendário Nacional de Vacinação. A multivacinação é uma estratégia onde em um único momento são oferecidas à população-alvo várias vacinas ao mesmo tempo, a fim de melhorar a cobertura vacinal e como resultado a redução das doenças imunopreveníveis no país. O Dia D acontece no dia 16, sábado.

Serão oferecidas para esse público vacinas que protegem contra várias doenças como tuberculose, difteria, tétano, coqueluche, meningite C, hepatite A e B, poliomielite, rotavírus, pneumonia, HPV, febre amarela, sarampo, caxumba, rubéola e varicela.

Em todo o Estado 959 postos fixos serão disponibilizados para receber esse público, e no sábado, dia 16 de setembro ocorrerá o dia D, onde as unidades estarão abertas das 8h às 17h.

A gerente substituta da Imunização e Rede de Frio do Estado, Joice Dorneles, destaca a importância de atualizar o cartão. “Na Campanha de Multivacinação são oferecidas as vacinas da rotina, a fim de melhorar a cobertura vacinal e assim manter controladas, eliminadas ou erradicadas as doenças imunopreveníveis, e otimizar a logística dos serviços de saúde. Nessa campanha procura-se administrar vacinas de forma seletiva e possibilitar a atualização da Caderneta de Vacinação’’, diz.

Joice alerta que é fundamental que toda a população alvo compareça aos serviços de saúde levando a caderneta de vacinação. Isso é importante para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada ou se há doses que necessitam ser aplicadas, para completar o esquema vacinal preconizado pelo PNI”, finaliza.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212