Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Netanyahu pede na Argentina cancelamento ou emenda de acordo nuclear com Irã - Jornal Brasil em Folhas
Netanyahu pede na Argentina cancelamento ou emenda de acordo nuclear com Irã


O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, advertiu que o acordo nuclear entre as grandes potências e o Irã deve ser emendado ou cancelado, após se reunir nesta terça-feira, em Buenos Aires, com o presidente argentino, Mauricio Macri.

Permita-me aproveitar esta oportunidade para esclarecer. Serei direto: este é um acordo ruim, podem emendá-lo ou cancelá-lo. Esta é a posição de Israel, declarou Netanyahu ao se referir ao acordo de não proliferação assinado em 2015 por Teerã, Coreia do Norte e outras cinco potências.

Assegurou que no caso do Irã não é mero terror, mas também a busca de armas nucleares, o que nos interessa e deve preocupar toda a comunidade internacional. Entendemos o perigo de uma nação turva ter bombas atômicas, advertiu.

Após o encontro bilateral, o primeiro-ministro de Israel e o presidente argentino fizeram uma declaração conjunta à imprensa no Salão Branco da Casa Rosada.

Netanyahu assegurou que a sua viagem pela América Latina marca o início de uma nova era e não é por acaso que comece por aqui, na Argentina.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro homenageou as vítimas dos dois atentados cometidos em Buenos Aires, um contra a embaixada de Israel em 1992 e outro contra o centro judeu AMIA em 1994, que deixaram um total de 114 mortos.

Foi o Irã que na década de 1990 esteve por trás dos grandes ataques terroristas em Buenos Aires. O polvo terrorista do Irã, do Oriente Médio, junto com seu representante (o movimento libanês xiita) Hezbollah, continua enviando armas a todas as partes do mundo, e também à América Latina, advertiu em uma declaração em inglês.

Israel acusou o Hezbollah pelo atentado contra a embaixada. A Argentina acusou cinco ex-responsáveis iranianos de autoria intelectual do atentado do Hezbollah contra a AMIA. O Irã nega o seu envolvimento.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212