Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Justiça alemã arquiva processo contra ex-enfermeiro de Auschwitz - Jornal Brasil em Folhas
Justiça alemã arquiva processo contra ex-enfermeiro de Auschwitz


A Justiça alemã anunciou nesta terça-feira o arquivamento do processo contra um ex-enfermeiro do campo de extermínio de Auschwitz, Hubert Zafke, de 96 anos, porque o acusado não tem condições de comparecer.

O tribunal de Neubrandeburgo anunciou a decisão depois da apresentação no fim de agosto de um novo relatório de psiquiatras, que consideraram que o idoso não tinha condições de ser julgado.

Por sua demência, não tem mais condições de acompanhar as audiências, compreender o procedimento (...) e defender-se de maneira eficaz, explica o tribunal em um comunicado.

Hubert Zafke é acusado de cumplicidade no extermínio de pelo menos 3.681 judeus nas câmaras de gás de Auschwitz entre 15 de agosto e 14 de setembro de 1944.

No período examinado pela acusação, 14 comboios de deportados chegaram a Auschwitz. Em um deles estava Anne Frank, autora do famoso diário, seus pais e sua irmã mais velha. A mãe da adolescente nascida na Alemanha morreu de exaustão em Auschwitz. As duas irmãs morreram em Bergen-Belsen no início de 1945.

O julgamento de Zafke começou em fevereiro de 2016, mas rapidamente se transformou em uma batalha de procedimento e de especialistas sobre a saúde do acusado, além de pedidos de rejeição contra o tribunal.

Em outubro do ano passado, a justiça pediu o reinício do julgamento a partir do zero.

Hubert Zafke era o quarto acusado de uma série de julgamentos tardios sobre o nazismo, após John Demjanjuk, Oskar Gröning e Reinhold Hanning, os três condenados em um ambiente solene em salas de audiência lotadas.

Hubert Zafke se alistou nas Waffen-SS aos 19 anos e lutou na frente leste. Foi transferido em seguida para os campos de Neuengamme e de Auschwitz, onde trabalhou no departamento médico e tinha o trabalho de selecionar os deportados destinados à morte.

Zafke foi condenado em 1948 a quatro anos de prisão por um tribunal polonês por suas atividades em Auschwitz e por integra as Waffen-SS.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro elogia Mandetta e Wagner Rosário, ministros anunciados hoje
Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212