Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Aquecimento global põe em risco produção de café latino-americana - Jornal Brasil em Folhas
Aquecimento global põe em risco produção de café latino-americana


O aquecimento global ameaça as áreas mais favoráveis para o cultivo de café na América Latina, maior produtor do mundo, e, segundo o cenário mais pessimista, sua produção pode ser reduzida em 90% até 2050, de acordo com um estudo.

O café é um dos produtos alimentícios mais preciosos do mundo e precisa de um clima propício para o seu cultivo, assim como de abelhas suficientes para a sua polinização, explica Taylor Ricketts, professor do Instituto Rubenstein sobre o meio ambiente da Universidade de Vermont, coautor deste estudo, publicado nesta segunda-feira na revista americana Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

É o primeiro estudo que mostra como o aquecimento do planeta afetará o ambiente das plantas de café e as abelhas de uma forma que penalizará duramente os produtores, explica o pesquisador.

Os melhores cafés são os mais ameaçados. O arábica, muito cultivado na América Latina, aguenta mal as flutuações de temperatura, umidade e sol, enquanto o robusta, que serve sobretudo para fazer café solúvel e é produzido principalmente na África, é um pouco mais resistente.

Segundo o cenário de um aquecimento moderado ou elevado (mais de 2 graus Celsius) até 2050, a produção de grãos se reduziria de 73% a 88% nas áreas mais favoráveis para o cultivo, sob o efeito combinado do desaparecimento de uma parte das abelhas e dos arbustos.

Este mesmo modelo sugere uma diminuição da diversidade das abelhas de 8% a 18% nessas regiões.

As perdas mais importantes de produção estão previstas na Nicarágua, em Honduras e na Venezuela. O estudo identifica também as áreas onde a população e a diversidade de abelhas provavelmente aumentará, principalmente na América Central.

Os pesquisadores também preveem um aumento do cultivo de café em México, Guatemala, Colômbia e Costa Rica, em regiões montanhosas onde as temperaturas favoreceriam as plantas de café e as abelhas selvagens.

O estudo desataca a importância dos bosques tropicais, habitats importantes para as abelhas e outros polinizadores chave. Cerca de 91% das zonas mais férteis para cultivar o café na América Latina se encontram hoje em dia a menos de dois quilômetros de um bosque tropical.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212