Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ex-PMs são condenados por execução de adolescente no Rio em 2014 - Jornal Brasil em Folhas
Ex-PMs são condenados por execução de adolescente no Rio em 2014


O juiz Rafael Cavalcanti Cruz, do 3º Tribunal do Júri da Capital, condenou os ex-policiais militares Fábio Magalhães e Vinícius Lima a 36 anos e 4 meses de prisão pela morte do menino Matheus Alves dos Santos, executado no Morro do Sumaré, zona norte do Rio, em 2014, e pelos crimes de ocultação de cadáver e tentativa de homicídio de outro jovem, que escapou depois de se fingir de morto.

Na sentença, o magistrado destacou que os adotados pelos agentes violaram o dever policial.

“A culpabilidade do réu excedeu a normal do tipo, porquanto o acusado, ao cometer o delito com o escopo de reprimir a criminalidade pelo uso da violência, eliminando ilegalmente suposto infrator da lei penal, violou seu dever funcional de proteger a população e de cumprir e fazer cumprir a lei penal, assumido quando ingressou na corporação [...] além de ter interrompido com frieza e crueldade a vida de pessoa jovem”, escreveu o magistrado.

No dia 11 de junho de 2014, os policiais Fábio Magalhães e Vinícius Lima faziam rondas no centro do Rio em busca de adolescentes acusados de cometerem furtos na região. Os cabos Fábio Magalhães Ferreira e Vinícius Lima Vieira foram flagrados pelo sistema de câmeras instalado na viatura que utilizavam no dia, que mostra como eles agiram, desde o momento em que capturaram as duas vítimas, próximo ao camelódromo da Rua Uruguaiana, no centro do Rio, além de um terceiro jovem, que havia testemunhado a abordagem.

Ao chegarem ao Morro do Sumaré, em meio à Floresta da Tijuca, os policiais mandaram os três saírem da viatura, mataram Matheus com um tiro de fuzil e atiraram contra o segundo adolescente, que foi atingido, mas sobreviveu após se fingir de morto, e, posteriormente denunciou o caso à polícia. O terceiro jovem foi liberado e ainda ganhou uma carona dos policiais.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212