Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Governo de Goiás manterá esforços pelo funcionamento da Rede Itego - Jornal Brasil em Folhas
Governo de Goiás manterá esforços pelo funcionamento da Rede Itego


O governador Marconi Perillo determinou nesta sexta-feira, dia 15, que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED) tome todas as medidas necessárias para preservar a continuidade das atividades desenvolvidas pelo Instituto Tecnológico do Estado de Goiás em Artes Basileu França (Itego Basileu França).

O Governo de Goiás trabalha para evitar prejuízos aos 30 mil alunos, ao corpo docente e técnico, ao setor produtivo, aos pequenos empresários, convênios federais e municipais e à política de desenvolvimento e inovação tecnológica, não só do Basileu França, mas de todas as unidades da Rede Itego.

A Justiça discute o contrato das Organizações Sociais (OSs) que compartilham há mais de quatro meses com o Governo de Goiás a gestão das unidades de qualificação profissional e tecnológica.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (pasta responsável pela execução do programa de qualificação profissional e tecnológica) reafirma a legalidade do Chamamento Público para qualificação das Organizações Sociais (OSs), feito estritamente segundo as regras vigentes e com a máxima transparência. Goiás tem hoje a segunda maior rede de qualificação profissional do Brasil e o compartilhamento da gestão é a forma mais eficiente de atender ao crescimento da demanda por vagas e garantir a qualidade do ensino-aprendizagem e das ações de desenvolvimento tecnológico em todas as unidades.

A Rede Itego tem atualmente 30 mil alunos matriculados e a suspensão dos contratos não se restringe ao Basileu França. O impasse jurídico afeta todos os matriculados na rede, implica na demissão de professores e funcionários técnico-administrativos contratados pelas Organizações Sociais e interrompe as obras de ampliação e construção de novas unidades executadas com recursos do Programa Goiás na Frente. Atinge ainda a governança e as atividades de desenvolvimento econômico dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) e a aplicação dos cursos do Pronatec, com a consequente imposição da devolução de R$ 20 milhões repassados pela União para a execução do programa federal.

O Governo de Goiás garante aos pais, alunos, funcionários e empresas da Rede Itego que acredita na solução rápida para o impasse jurídico. Nesse ínterim, continua envidando todos os esforços para que as aulas e as atividades do sistema prossigam normalmente.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212