Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Chefe do FMI insiste no impacto econômico da corrupção - Jornal Brasil em Folhas
Chefe do FMI insiste no impacto econômico da corrupção


Cada vez mais integrantes do Fundo Monetário Internacional (FMI) reconhecem que a corrupção é um problema macroeconômico de envergadura em vários países, declarou sua diretora-gerente, Christine Lagarde, insistindo em que é preciso avaliar melhor este problema.

Está claro que a corrupção sistemática compromete a capacidade dos Estados para gerar crescimento inclusivo e superar a pobreza, afirmou Lagarde em um discurso na Brookings Institution, em Washington.

É uma força corrosiva que inviabiliza as empresas e freia o potencial econômico de um país, acrescentou.

O custo anual dos subornos - apenas um aspecto da corrupção - é calculado entre 1,5 y 2 trilhões de dólares, aproximadamente 2% do Produto Interno Bruto global.

Estes custos são apenas a ponta do icebergue; os impactos em longo prazo são muito mais profundos, acrescentou.

Para uma melhor análise e a avaliação da corrupção são necessárias novas metodologias, indicou Lagarde, apesar de admitir que podem passar anos até que as novas políticas sejam eficazes.

Da mesma forma, indicou que alguns governos veem a corrupção como um problema político, não econômico, por isso são contrários a se comprometer com a causa.

No entanto, considerou que esse não é motivo para deixar de pressionar.

 

Últimas Notícias

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212