Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Homem é investigado na China por cortar cordas vocais de cães barulhentos - Jornal Brasil em Folhas
Homem é investigado na China por cortar cordas vocais de cães barulhentos


Um chinês está sendo investigado por instalar uma clínica veterinária na rua, onde cortava as cordas vocais de cães barulhentos por até US$ 12 - anunciaram autoridades locais nesta segunda-feira (18).

Veículos da imprensa local divulgaram um vídeo no domingo, em Chengdu, capital da província de Sichuan (sudoeste), que mostrava um homem usando tesouras para retirar as cordas vocais de cachorros, sem anestesia. A mandíbula dos animais era mantida aberta com uma corda.

O Diário de Negócios de Chengdu relatou que esse autointitulado veterinário fazia as intervenções, de cerca de cinco minutos cada, sobre uma mesa colocada na rua.

Sob seus pés, as imagens de vídeo mostravam um chão coberto de sangue. Ainda segundo o jornal, aparentemente, ele não lavava os instrumentos após cada utilização.

Existe uma cirurgia para os cães que latem muito, a qual consiste em reduzir o tecido das cordas vocais do animal, suavizando - mas não eliminando - seu latido. Em nota, as autoridades locais informaram que o suspeito, identificado como Zeng, não tinha licença para realizar o procedimento.

Seu negócio foi fechado e está sob investigação, acrescentaram as mesmas fontes.

Clientes entrevistados pelo Diário de Negócios de Chengdu alegaram ter recorrido a essa clínica, porque seus cães faziam muito barulho, provocando reclamações dos vizinhos.

Zeng cobrava entre 50 e 80 iuanes (entre 8 e 12 dólares), dependendo do tamanho do cachorro.

 

Últimas Notícias

Temer sanciona MP 846 e o Brasil tem as apostas esportivas legalizadas
Defesa deve pedir hoje prisão domiciliar para João de Deus
Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212