Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Conab estima em 12,8% queda na produção de café no Brasil em 2017 - Jornal Brasil em Folhas
Conab estima em 12,8% queda na produção de café no Brasil em 2017


A colheita de café no Brasil, o primeiro produtor e exportador mundial, deve aumentar para 44,77 milhões de sacas de 60 kg em 2017 - uma queda de 12,8% com relação a 2016, segundo estimativa divulgada nesta quinta-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Na colheita anterior, o Brasil produziu 51,37 milhões de sacas.

Este recuo, antecipado no ano passado, é atribuído ao ciclo vegetativo bienal de pés de café arábica, que só produzem grãos a cada dois anos, enquanto esta variedade representa 80% do café produzido no país.

A colheita de arábica também deve recuar 21,5% este ano, para 34,07 milhões de sacas colhidas, contra 43,38 milhões em 2016.

Em Minas Gerais, principal estado produtor de arábica no país, a Conab prevê um recuo de 21% na produção com relação à de 2016, para 24,04 milhões de sacas contra 30,43 milhões.

O ciclo bienal vegetativo na maior parte dos estados produtores causa uma produtividade média inferior à da colheita precedente, destaca a Conab em um comunicado, indicando que a variedade arábica é a mais afetada pelo ciclo, caracterizado pela alternância entre uma colheita abundante e uma colheita pobre.

Como muitas outras plantas, o pé de café arábica tem um ciclo de cultura distribuído em dois anos: desenvolve os galhos e flores em um ano, que darão grãos no ano seguinte.

A produtividade média prevista pelo arábica deveria, portanto, diminuir 19,1%, para 22,99 sacas por hectare contra 28,43 em 2016.

A produção de café robusta deveria registrar uma alta de 34%, passando de 7,99 milhões de sacas em 2016 para 10,7 milhões de sacas este ano.

No Espírito Santo, o principal estado produtor desta variedade, a produção deve chegar a 5,9 milhões de sacas, uma alta de 17,5%.

Segundo a Conab, este resultado se deve, sobretudo, à retomada da produtividade no Espírito Santo, graças a melhores condições climáticas, ao maior uso de tecnologias e a maiores investimentos nas plantações.

A produtividade média prevista no estado para o café robusta deveria aumentar 29,8%, a 25,13 sacas por hectare contra 19,36 sacas por hectare em 2016.

Três anos consecutivos de secas no Espírito Santo afetaram a produção desta variedade, que caiu para 5,04 milhões de sacas no ano passado.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212