Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Conab estima em 12,8% queda na produção de café no Brasil em 2017 - Jornal Brasil em Folhas
Conab estima em 12,8% queda na produção de café no Brasil em 2017


A colheita de café no Brasil, o primeiro produtor e exportador mundial, deve aumentar para 44,77 milhões de sacas de 60 kg em 2017 - uma queda de 12,8% com relação a 2016, segundo estimativa divulgada nesta quinta-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Na colheita anterior, o Brasil produziu 51,37 milhões de sacas.

Este recuo, antecipado no ano passado, é atribuído ao ciclo vegetativo bienal de pés de café arábica, que só produzem grãos a cada dois anos, enquanto esta variedade representa 80% do café produzido no país.

A colheita de arábica também deve recuar 21,5% este ano, para 34,07 milhões de sacas colhidas, contra 43,38 milhões em 2016.

Em Minas Gerais, principal estado produtor de arábica no país, a Conab prevê um recuo de 21% na produção com relação à de 2016, para 24,04 milhões de sacas contra 30,43 milhões.

O ciclo bienal vegetativo na maior parte dos estados produtores causa uma produtividade média inferior à da colheita precedente, destaca a Conab em um comunicado, indicando que a variedade arábica é a mais afetada pelo ciclo, caracterizado pela alternância entre uma colheita abundante e uma colheita pobre.

Como muitas outras plantas, o pé de café arábica tem um ciclo de cultura distribuído em dois anos: desenvolve os galhos e flores em um ano, que darão grãos no ano seguinte.

A produtividade média prevista pelo arábica deveria, portanto, diminuir 19,1%, para 22,99 sacas por hectare contra 28,43 em 2016.

A produção de café robusta deveria registrar uma alta de 34%, passando de 7,99 milhões de sacas em 2016 para 10,7 milhões de sacas este ano.

No Espírito Santo, o principal estado produtor desta variedade, a produção deve chegar a 5,9 milhões de sacas, uma alta de 17,5%.

Segundo a Conab, este resultado se deve, sobretudo, à retomada da produtividade no Espírito Santo, graças a melhores condições climáticas, ao maior uso de tecnologias e a maiores investimentos nas plantações.

A produtividade média prevista no estado para o café robusta deveria aumentar 29,8%, a 25,13 sacas por hectare contra 19,36 sacas por hectare em 2016.

Três anos consecutivos de secas no Espírito Santo afetaram a produção desta variedade, que caiu para 5,04 milhões de sacas no ano passado.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212