Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 OMS dispara o alarme sobre doenças não transmissíveis - Jornal Brasil em Folhas
OMS dispara o alarme sobre doenças não transmissíveis


A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez soar o alarme nesta segunda-feira sobre as doenças não transmissíveis, a maior causa de mortes no mundo, e instou os países a fazerem mais para atingir os objetivos estabelecidos em 2015.

Em seu primeiro relatório de avaliação, a OMS indicou que o mundo não está em um bom caminho para atingir o objetivo de reduzir em um terço, no período 2015-2030, a taxa de mortalidade prematura devido a doenças não transmissíveis.

Houve alguns progressos, [...] mas foram limitados, declarou à imprensa Douglas Bettcher, diretor do departamento de Prevenção de Doenças Não Transmissíveis da OMS.

A janela de oportunidades para salvar vidas se fecha, alertou, ressaltando que são necessárias ações urgentes.

As doenças não transmissíveis matam a cada ano mais de 40 milhões de pessoas, entre elas 15 milhões de entre 30 e 70 anos. Mais de 80% destes óbitos, chamados prematuros, ocorrem em países de rendas baixas ou médias, segundo a OMS, que indicou que esta epidemia é alimentada pela pobreza, [...] o comércio de produtos prejudiciais à saúde, a urbanização rápida e o crescimento da população.

As doenças cardiovasculares são responsáveis pela maior parte das mortes por doenças não transmissíveis, 17,7 milhões por ano, seguidas pelos cânceres (8,8 milhões), doenças respiratórias (3,9 milhões) e diabetes (1,6 milhão).

A OMS estabeleceu 19 objetivos, incluindo o aumento do preço do tabaco, a adoção de políticas nacionais para reduzir o consumo de sal e a promoção da lactância materna, para medir a eficácia da luta contra estas doenças.

Segundo o relatório, a Costa Rica e o Irã são os dois países mais eficientes, visto que cumpriram 15 dos 19 objetivos. Estão seguidos pelo Brasil, Bulgária, Turquia, Reino Unido, Finlândia, Noruega, Arábia Saudita e Tailândia.

No lado oposto, seis países não cumpriram nenhum dos objetivos estabelecidos pela OMS: Angola, Guiné Equatorial, Guiné-Bissau, Sudão do Sul, São Tomé e Príncipe e Micronésia.

 

Últimas Notícias

SP: viaduto que cedeu passará por elevação com macacos hidráulicos
Operação de feriado reduziu em 4% o total de acidentes graves, diz PRF
Seleção para o Mais Médicos terá limitador de vagas por município
Petrobras pode ser privatizada em parte, diz Bolsonaro
Traficante brasileiro extraditado do Paraguai é levado para o Paraná
Com proximidade do verão, Rio reforça campanha de combate à dengue
Embaixada do Brasil parabeniza Paraguai por extradição de traficante
Encontro avalia estratégias contra a corrupção e lavagem de dinheiro

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212