Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Com categoria máxima, furacão Maria se intensifica a caminho de Porto Rico - Jornal Brasil em Folhas
Com categoria máxima, furacão Maria se intensifica a caminho de Porto Rico


Atualmente com categoria 5, a mais alta na escala de intensidade Saffir Simpson, o furacão Maria aumentou nesta terça-feira a força de seus ventos máximos sustentados para 265 km/h enquanto se aproxima das Ilhas Virgens e de Porto Rico, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC).

Segundo o boletim das 18h GMT do órgão do governo americano, Maria apresenta destrutivos ventos, marés de tempestade e chuvas torrenciais e é um furacão potencialmente catastrófico.

Após tocar terra ontem à noite em Dominica, também no Caribe, onde causou muita destruição, Maria está a 225 quilômetros a oeste de Guadalupe e a 175 quilômetros a sudeste de Saint Croix, nas Ilhas Virgens americanas, ainda de acordo com o NHC.

O fenômeno climático se desloca para oeste-noroeste com uma velocidade de translação de 17 km/h e, segundo um provável padrão de trajetória, seu olho se moverá hoje sobre o nordeste do Caribe, passará à noite perto ou sobre as Ilhas Virgens e, na quarta-feira, sobre Porto Rico.

Estes dois territórios sofreram há poucos dias a força de Irma, um poderoso furacão que também chegou a ter categoria 5 e causou 26 mortes no Caribe.

Irma deixou um rastro de destruição em Barbuda, Saint Martin, norte de Cuba e no sul da Flórida.

Maria sofrerá oscilações na sua intensidade nos próximos dois dias, mas permanecerá como um extremadamente perigoso furacão de categoria 4 ou 5 enquanto passa perto ou sobre as Ilhas Virgens e Porto Rico.

O NHC também pediu às populações em áreas de risco para completar urgentemente os preparativos para proteger suas vidas, devido às marés de tempestade, inundações por chuva e os destrutivos ventos provocados por Maria.

Quando tocou terra em Dominica, às 21h15 de ontem (hora local; 22h15 em Brasília), Maria tinha ventos com velocidade de até 260 quilômetros por hora.

As ilhas de Guadalupe, Martinica e Dominica, com graves danos em infra-estruturas, são as que sofreram os piores efeitos, até o momento, da passagem do furacão, que atravessa o Caribe rumo a oeste. EFE

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212