Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Venezuela adotará cesta de moedas sem dólar - Jornal Brasil em Folhas
Venezuela adotará cesta de moedas sem dólar


O governo venezuelano anunciou, nesta sexta-feira (22), que concederá apenas divisas que não sejam o dólar, motivo pelo qual pediu aos empresários que abram contas na Europa, ou na Ásia, denunciando um bloqueio dos Estados Unidos.

Setores produtivos: abram contas em países da Europa, da Ásia. Não voltaremos a fazer nenhum tipo de leilão com dólares. Agora, vamos fazer uma cesta de moedas, disse o vice-presidente Tareck El Aissami, durante uma reunião com empresários.

Caraca exerce um ferrenho controle cambial desde 2003, por meio do qual monopoliza as divisas. Pelo menos 96% da receita provém da venda de petróleo.

Com a queda dos preços da commodity a menos da metade desde 2014, o país enfrenta uma seca de dólares que reduziu drasticamente sua oferta ao setor privado.

Nesse país dependente das importações, esse quadro se traduziu em escassez de todo tipo de bens básicos e insumos. Isso levou muitos empresários a comprarem dólares no mercado negro, onde a moeda americana é cotada 6,6 vezes acima da última taxa aplicada pelo Banco Central, em um mecanismo de leilões vigente entre maio e inícios de setembro.

Segundo consultorias privadas, tudo contribui para que a Venezuela tenha a inflação mais alta do mundo. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a inflação será de 720% este ano.

El Aissami reiterou que os Estados Unidos vêm bloqueando pagamentos de e para a Venezuela, como parte de um pacote de sanções contra o governo do presidente Nicolás Maduro.

Ele citou como exemplo uma refinaria nos Estados Unidos que tinha uma dívida com a Venezuela e nenhum banco desse país quis lhe entregar a respectiva carta de crédito.

Refina petróleo, mas seus produtos ficam no mercado americano e tiveram de fazer manobras para nos pagar diretamente, afirmou.

Há uma semana, a Venezuela começou a informar os preços de sua cesta de petróleo em iuanes.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212