Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Projeto de urbanização do centro de São Paulo prevê bulevares e veículo leve - Jornal Brasil em Folhas
Projeto de urbanização do centro de São Paulo prevê bulevares e veículo leve


A prefeitura de São Paulo apresentou hoje (26) projeto de reurbanização da região central da cidade batizado de Novo Centro. Entre as medidas previstas no projeto estão a criação de bulevares e um veículo leve circular entre pontos turísticos. O projeto foi elaborado pelo escritório do arquiteto Jaime Lerner e foi oferecido à prefeitura pelo sindicato empresarial do setor imobiliário de São Paulo, o Secovi-SP, por meio de uma cooperação técnica.

O prefeito João Doria Júnior disse que a medida não teve custos para o município e que a proposta deve ser realizada no período de até 12 anos. “São muitas as intervenções e as transformações. É preciso ter consciência do esforço e da capacidade de investimento, tanto da prefeitura quanto do setor privado. Mas ao longo deste período vamos perceber, com certa velocidade, o efeito dessas transformações”, disse em coletiva de imprensa.

Segundo a prefeitura, o objetivo é tornar a região “mais amigável, oportuna e atrativa para a população, reforçando seus atributos simbólicos e históricos”. Nesse sentido, propõe o “resgate” da “vocação do centro para os usos residenciais”. “A ideia é agregar novas edificações e novos usos aos imóveis já existentes”, diz nota de apresentação do projeto.

O Novo Centro prevê ações urbanísticas na área do Centro Tradicional e nas regiões do Parque Dom Pedro, Mercado Municipal, Luz, Praça Júlio Prestes, Santa Cecília, Arouche, República e Praça Roosevelt.

O Circular Centro, novo modal de transporte, interligará equipamentos referenciais do centro, como a Pinacoteca, a Sala São Paulo, o Theatro Municipal e as galerias comerciais. A criação dos bulevares, por sua vez, prevê melhoria de calçadas, arborização, iluminação, acessibilidade e mobiliário urbano.

Outro eixo do projeto é “reconhecer e potencializar os núcleos de economia criativa presentes no centro”, ligados ao teatro, às artes plásticas, à gastronomia, ao cinema, à produção audiovisual e digital, multimídia, moda e entre outros. Nesse sentido, seriam instaladas incubadoras de projetos e residências artísticas em edifícios históricos com esse propósito.

O arquiteto Jaime Lerner, que foi prefeito de Curitiba e governador do Paraná, disse estar feliz em participar do projeto. “Nós vemos aqui no centro de São Paulo tanta história, no fundo é a retomada dessa história afetiva, história daqueles que vieram fazer aqui em São Paulo o projeto de suas vidas, migrantes, imigrantes. Tudo aqui nos remete a uma vontade de devolver aquilo que aqueles que vieram para cá tiveram no começo, um sopro de esperança e de oportunidade”, disse em coletiva de imprensa.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212