Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Esportistas, artistas e intelectuais tomam partido sobre referendo catalão - Jornal Brasil em Folhas
Esportistas, artistas e intelectuais tomam partido sobre referendo catalão


Fora da política, personalidades de horizontes muito diversos se pronunciaram nas últimas semanas sobre o referendo de independência convocado no domingo na Catalunha e proibido pela Justiça espanhola. Conheça suas posições:

- A favor do direito de decidir -

Várias celebridades defendem a organização de um referendo, acordado ou não com o Estado espanhol para que os catalães se pronunciem sobre seu futuro.

O ex-jogador de futebol Pep Guardiola, capitão e treinador do Barcelona, está na lista eleitoral da coalizão independentista que ganhou as últimas eleições regionais na Catalunha Junts pel Sí (Juntos pelo Sim).

O ator americano Viggo Mortensen, que fala catalão e é casado com a atriz Ariadna Gil, de Barcelona, declarou: Que votem. É um erro que o governo não faça como o Reino Unido com a Escócia - ou seja, autorizar um referendo de autodeterminação vinculante.

O fundador do WikiLeaks, o australiano Julian Assange, ajuda o grupo pró-independência a gerir seu site e escreveu em um tuíte que o povo catalão tem direito à autodeterminação.

Gérard Piqué, jogador catalão do Barcelona e campeão do mundo pela Espanha, disse que está totalmente de acordo com o direito de decidir dos catalães. Ele nunca tomou partido abertamente pela independência, apesar de nesta quinta-feira ter publicado um tuíte de apoio à consulta, com a mensagem Votarem (votaremos, em catalão).

Outras pessoas adotaram uma postura similar, assinando o manifesto Deixin votar els Catalans (Deixem os Catalães Votarem), que pede um entendimento entre as autoridades espanholas e catalãs, a fim de organizar uma consulta vinculante e com garantias.

Entre os signatários, está a guatemalteca Rigoberta Menchú, prêmio Nobel da Paz de 1992, Ken Loach, diretor do filme Terra e Liberdade (uma adaptação de Lutando na Espanha, de George Orwell), a artista Yoko Ono e Ignacio Ramonet, ex-diretor do Le Monde Diplomatique.

O americano Edward Snowden, que revelou o esquema de espionagem da NSA, também se pronunciou a favor do direito de decidir, bem como o argentino Adolfo Pérez Esquivel, prêmio Nobel da Paz em 1980.

- Contra o referendo de 1 de outubro -

Há também o ponto de vista dos que não querem este referendo, imposto por uma lei que não foi profundamente debatida no Parlamento catalão e é contrária à Constituição.

Acredito que o de 1 de outubro não deveria acontecer porque, pelo meu ponto de vista, cada um tem que respeitar as leis, e há leis que são como são, declarou o tenista Rafael Nadal, nascido na ilha de Mallorca.

Outras figuras assinaram o manifesto 1-O Estafa Antidemocrática, entre elas os catalães Juan Marsé, romancista que ganhou o prêmio Cervantes em 2008, e Isabel Coixet, cineasta vencedora de quatro prêmios Goya, que denuncia uma visão ingênua do referendo. A atriz Marisa Paredes, uma das musas de Pedro Almodóvar, também assinou.

O ator de Málaga Antonio Banderas pediu, no fim de semana passado, respeito à lei e ao Estado de direito.

Outras personalidades se opõem diretamente à independência da Catalunha, uma região que representa 19% do PIB espanhol e 16% da população do país.

O Nobel de Literatura hispano-peruano Mario Vargas Llosa insiste no perigo deste projeto político, que, caso seja bem sucedido, transformaria a Catalunha numa nova Bósnia.

O prêmio Cervantes Eduardo Mendoza, barcelonês, teme um risco de empobrecimento, e o dramaturgo Albert Boadella não para de atacar o ultranacionalismo.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212