Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Itaú BBA recomenda compra de ação “bastante barata” que pode saltar 51% - Jornal Brasil em Folhas
Itaú BBA recomenda compra de ação “bastante barata” que pode saltar 51%


SÃO PAULO – A equipe de análise do Itaú BBA divulgou sua recomendação de compra para as ações da Valid (VLID3), após um período de revisão, ao avaliar que elas estão “bastante baratas”. O valor justo para o fim de 2018 foi estimado em R$ 30, patamar 51,1% acima do fechamento de quinta-feira (28).

Vale lembrar que os papéis despencaram 70% de junho de 2015 a junho de 2017. No ano, as perdas acumuladas são de 18,9%. Diante das perdas, os analistas acreditam que há “forte evidência’ de que as ações estão subestimadas, o que sustentam a avaliação positiva do Itaú BBA,

“Vemos o VLID3 negociando em 11xP/E 2018e, com um rendimento de dividendos de 5% na ausência de aquisições. Esta é uma avaliação bastante barata, em nossa opinião, diz o time de análise em relatório.

A perspectiva dos analistas é de que o impulso dos ganhos provavelmente melhorará nos próximos meses com uma combinação das implicações positivas de iniciativas significativas de redução de custos e o ciclo econômico mais favorável no Brasil.

“No curto prazo, qualquer deterioração sequencial da qualidade dos ganhos prejudicaria a ação. A mais longo prazo, as novas tecnologias podem reduzir ou mesmo desaparecer alguns negócios da Valid. Finalmente, a alteração dos regulamentos pode ter consequências negativas para a empresa”, ponderam os analistas sobre os riscos para o ativo.

A percepção dos analistas é de que os investidores estão atualmente em um modo de espera, dado o decepcionante desempenho da ação do final de 2015 até o início de 2017. “Apesar do forte potencial de reversão, é possível que VLID3 volte a subir uma vez que volte a apresentar resultados convincentes.

“Em nossa opinião, existem boas probabilidades de ver isso acontecer no segundo semestre, pois os efeitos positivos das iniciativas de redução de custos são gradualmente refletidos nos resultados, ao longo de com melhorias esperadas no ambiente macroeconômico local”, afirmam os analistas.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212