Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Temer destaca que saque do PIS/Pasep vai estimular o consumo - Jornal Brasil em Folhas
Temer destaca que saque do PIS/Pasep vai estimular o consumo


O presidente Michel Temer comemorou hoje (28) as projeções do aumento do consumo a partir do saque das contas do PIS/Pasep. A medida já havia sido anunciada no final de agosto, mas hoje (28) o governo divulgou o calendário para saque do benefício. O presidente também lembrou da medida que liberou o saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que ocorreu entre março e julho deste ano, para destacar as políticas de estímulo à economia do seu governo .

“Já temos um calendário para essa regra [do PIS/Pasep]. Se somarmos a essas medidas as contas inativas do fundo de garantia vamos chegar a quase R$ 60 bilhões injetados na economia neste período”, disse o presidente. Com a medida, homens a partir de 65 anos e mulheres a partir de 62 anos poderão fazer o saque. Antes, a idade mínima, tanto para homens quanto para mulheres, era de 70 anos.

O saque antecipado de recursos das contas do PIS/Pasep para os idosos começa no dia 19 de outubro. A partir desta data, poderão sacar os cotistas com mais de 70 anos. A partir de 17 de novembro serão disponibilizados os recursos para os aposentados. Em 14 de dezembro será a vez das mulheres a partir de 62 anos e os homens a partir de 65 anos realizarem os saques.

“Todos nós do governo esperamos que os recursos que liberamos possam ajudá-los a tornar realidade alguns de seus projetos”, disse o presidente aos beneficiários durante discurso.

Crédito consignado

O presidente ainda anunciou a segunda queda da taxa de juros nos empréstimos consignados para servidores públicos federais, aposentados ou pensionistas. A primeira queda ocorreu em março. Os empréstimos consignados têm parcelas descontadas diretamente na folha de pagamento dos trabalhadores.

“A segunda notícia boa do dia é que foi possível reduzir o teto dos juros do crédito consignado. É a segunda redução este ano. O Brasil continua nos trilhos do desenvolvimento. A opção [do governo] é pela responsabilidade e pelo bem-estar do povo brasileiro”, disse o presidente.

Para servidores públicos, a taxa de juros vai cair de 2,20% para 2,05% ao mês. Para aposentados e pensionistas, a queda será de 2,14% para 2,05% ao mês. Segundo o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Dyogo Oliveira, essa redução representa uma redução de R$ 5 bilhões ao ano no pagamento de empréstimos consignados.

“Isso representa uma diminuição de dois pontos percentuais ao ano. E essa redução significa uma economia de pagamento de juros de R$ 5 bilhões ao ano. Isso é mais dinheiro que fica para o aposentado e para o servidor usar para suas necessidades”, disse o ministro.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212