Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 CNI diz que recuperação da indústria prossegue, mas com oscilações - Jornal Brasil em Folhas
CNI diz que recuperação da indústria prossegue, mas com oscilações


Os Indicadores da Indústria de agosto mostram que a recuperação do setor segue com oscilações, embora a tendência de aquecimento apontada em julho tenha se mantido, mesmo com menos força, principalmente em decorrência da queda do faturamento. A avaliação é da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que divulgou hoje (3), no Rio de Janeiro, a Sondagem Industrial de agosto.

A publicação indica que a indústria dá sequência aos bons resultados de julho e afasta preocupações sugeridas pela última edição da pesquisa. “O índice de evolução da produção superou 50 pontos pelo segundo mês consecutivo, o que não acontecia desde outubro de 2013. O índice de evolução do número de empregados mostra que o emprego industrial está praticamente estável e o setor não vive a expectativa de novas demissões diz a publicação.

Massa salarial tem aumento de 0,2%

Os números indicam, ainda, que a massa salarial real teve aumento de 0,2%, as horas trabalhadas na produção também subiram 0,2%, o rendimento médio real foi 1,2% maior do que o de julho e a utilização da capacidade instalada ficou 0,3 ponto percentual acima de julho.

O único indicador a cair foi o faturamento real da indústria, com retração de 1% em agosto frente a julho. Quando comparado com agosto do ano passado, há expansão de 4,5%, embora no resultado acumulado nos primeiros oito meses de 2017 ainda esteja negativo em 3,5%.

“A perda de intensidade no processo de recuperação é decorrência, principalmente, da queda do faturamento industrial, que manteve a trajetória recente de variações positivas e negativas”, ressaltou a CNI.

Apesar do emprego industrial ter permanecido estável na passagem de julho para agosto, o indicador mostra que, nos primeiros oito meses do ano, houve queda de 3,6% na comparação com o período de janeiro a agosto de 2016.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212