Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Programa de Negociação Fiscal é prorrogado até 1º de dezembro - Jornal Brasil em Folhas
Programa de Negociação Fiscal é prorrogado até 1º de dezembro


O Governo prorrogará o Programa de Negociação Fiscal até 1º de dezembro devido ao novo convênio celebrado no Confaz, ainda não publicado, que estabelece que os programas para renegociação de dívidas só poderão ser feitos com intervalos de 4 em 4 anos para todos os Estados. “Fomos surpreendidos com essa decisão. Estamos reabrindo o período de negociação fiscal em respeito aos contribuintes, como uma forma de dar transparência a essa decisão e uma chance aos que querem quitar suas dívidas”, afirmou o secretário da Fazenda, João Furtado, durante apresentação à imprensa do balanço do primeiro período de negociação, na tarde desta terça-feira, dia 03, na Secretaria da Fazenda.

O projeto para reabertura do prazo foi encaminhado à Casa Civil e, posteriormente, seguirá para a Assembleia Legislativa. “Estimamos que em duas ou três semanas iniciaremos o novo período de negociação que seguirá até dia 1º de dezembro em parceria com a Semana Nacional de Conciliação”, explicou o superintendente Executivo da Receita, Adonidio Neto Vieira Junior. Ele ressaltou, ainda, que o alongamento do prazo foi, também, em resposta à reivindicação do setor empresarial.

De acordo com o superintendente, no balanço do primeiro período de negociação, vigente de 24 de julho até 29 de setembro, o Estado renegociou R$ 1,06 bilhão em ICMS e ITCD, dos R$ 6 bilhões recuperáveis em dívida ativa atualmente. O secretário João Furtado considerou positivo. “Esse número é bem acima da média de outros Estados, onde a média não chega a 1% do total de recebíveis”, afirmou o secretário.

Cerca de 22 mil contribuintes aderiram ao programa. O Estado recebeu à vista R$120.245.841,63. O total parcelado foi de R$767.193.324,64. E os valores negociados com crédito escritural foram de R$ 173.242.000,00. O secretário esclareceu que os valores recebidos serão destinados aos pagamentos de despesas de custeio, funcionalismo, e para saldar dívida nas áreas da saúde, educação e cultura. Ele finalizou a apresentação ressaltando que a Sefaz goiana é, atualmente, uma das mais bem equipadas para monitorar e identificar sonegadores.

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212