Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Meirelles e Occhi discutem reforma do estatuto da Caixa - Jornal Brasil em Folhas
Meirelles e Occhi discutem reforma do estatuto da Caixa


A reunião na manhã de hoje (6) entre o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, e a secretária do Tesouro Nacional e também presidente do Conselho de Administração da Caixa, Ana Paula Vescovi, teve como tema central a aprovação do novo estatuto do banco. Em nota, o Ministério da Fazenda informou que as mudanças pretendem tornar mais transparente a administração do banco e adequar a instituição financeira às regras previstas na Lei das Estatais, em vigor desde o ano passado.

De acordo com a Fazenda, o novo estatuto está em discussão no Conselho de Administração do banco e deve ser aprovado até o próximo mês. Entre as medidas em estudo, estão a adesão da Caixa a regras do programa de governança mais rígidas e a participação de membros independentes no Conselho de Administração, que também deverá ter comitês de assessoramento para avaliar o risco e a conformidade das operações financeiras da instituição.

Durante o encontro, informou o ministério, Occhi e Ana Paula Vescovi apresentaram a Meirelles ações de gestão que, segundo eles, têm melhorado os lucros do banco. Eles citaram os programas de desligamento voluntário, o fechamento de agências em áreas sem viabilidade, o controle de gastos administrativos, o incremento de receitas com prestação de serviços, a implementação do banco digital e a criação de uma diretoria para monitorar grandes exposições a risco na concessão de crédito pelo banco.

“A Caixa segue trajetória sólida, imprimindo a passos largos ações para sua modernização, as quais asseguram o seu papel de gestão de importantes políticas sociais para os brasileiros, tais como, o financiamento habitacional e do saneamento, a gestão do FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço], do Bolsa Família e do novo Fies [Fundo de Financiamento Estudantil]”, destacou o Ministério da Fazenda no comunicado.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212