Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Governo parabeniza Ican por Nobel e reafirma uso pacífico da tecnologia nuclear - Jornal Brasil em Folhas
Governo parabeniza Ican por Nobel e reafirma uso pacífico da tecnologia nuclear


O governo brasileiro parabenizou hoje (6) a Campanha Internacional para a Abolição das Armas Nucleares (Ican, da sigla em inglês) pelo prêmio Nobel da Paz de 2017. A entidade recebeu a honraria pelos esforços que levaram à recente adoção do Tratado sobre a Proibição das Armas Nucleares.

“O Brasil orgulha-se de ter sido um dos seis países que lideraram as negociações do tratado, reflexo de sua tradição pacifista e da busca por um mundo livre de armas nucleares”, disse em nota o Ministério das Relações Exteriores.

“Ao congratular-se com a Ican, o Brasil reafirma seu compromisso constitucional com o uso pacífico da atividade nuclear e conclama a comunidade internacional a engajar-se nos esforços que levem a uma completa eliminação das armas nucleares e à prevalência do direito internacional e dos direitos humanos”, destaca o Itamaraty.

Tratado

A conferência para negociar o texto do tratado foi proposta por Brasil, México, África do Sul, Áustria, Irlanda e Nigéria no fim de 2016. O acordo impede que os Estados-Membros desenvolvam, testem, produzam, adquiram, tenham ou estoquem armas nucleares ou qualquer outro dispositivo nuclear explosivo.

Em cerimônia realizada no dia 20 de setembro na sede das Nações Unidas, em Nova York, o presidente Michel Temer foi a primeira autoridade a assinar o tratado, seguido de outros líderes. O acordo multilateral entrará em vigor 90 dias depois que 50 países – dos 122 que o aprovaram – o ratifiquem.

No entanto, muitos países ficaram de fora das negociações, incluindo os Estados Unidos, o Reino Unido, a França, a Rússia e outras potências nucleares, assim como muitos de seus aliados. A Coreia do Norte também não se uniu às negociações.

O prêmio Nobel da Paz foi anunciado hoje pelo Comitê Nobel Norueguês, que alertou sobre as “consequências humanitárias catastróficas” dos arsenais nucleares.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212