Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Temer parabeniza campanha de ONGs contra armas nucleares por Nobel da Paz - Jornal Brasil em Folhas
Temer parabeniza campanha de ONGs contra armas nucleares por Nobel da Paz


O presidente Michel Temer parabenizou a Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares, uma associação de organizações não governamentais de 101 países, pela premiação do Nobel da Paz ocorrida hoje (6). “O prêmio é justo reconhecimento por seus esforços incansáveis em favor de um mundo livre de armas nucleares”, disse o presidente, em vídeo divulgado nas redes sociais nesta tarde.

Temer citou ainda o Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares como um dos resultados alcançados em prol de um mundo sem esse tipo de ameaça. Temer assinou o tratado no dia 20 de setembro. O acordo impede que os Estados-Parte desenvolvam, testem, produzam, adquiram, tenham ou estoquem armas nucleares ou qualquer outro dispositivo nuclear explosivo.
O Tratado sobre Proibição de Armas Nucleares foi assinado na ONU por vários chefes de Estado e ministros

O Tratado sobre Proibição de Armas Nucleares foi assinado na ONU por vários chefes e ministros de Estado

“O tratado preenche lacuna histórica. As armas nucleares eram os únicos armamentos de destruição em massa ainda não proibidos pelo direito internacional. [...] Estamos falando de armas que causam devastação de maneira indiscriminada. Que põem em risco a paz, a segurança, a saúde humana, o meio ambiente em escala global”, disse o presidente.

Ele destacou ainda o “compromisso histórico” do Brasil com a erradicação das armas nucleares. “Além de todos os compromissos internacionais que assumimos, inserimos em nossa própria Constituição a vedação do uso de tecnologia nuclear para fins não pacíficos. É com esse compromisso, é com essas credenciais, que nossa diplomacia esteve à frente das negociações do Tratado sobre a Proibição das Armas Nucleares”.

O tratado foi assinado por 122 país, mas não foi assinado por potências nucleares como Rússia, Estados Unidos e Coreia do Norte. Esses dois últimos têm chamado atenção do mundo com ameaças de parte a parte envolvendo o teste de armas nucleares.

Também no vídeo, o presidente brasileiro fez um apelo aos países que ainda não aderiram ao tratado. “Que os países que ainda não se associaram ao tratado possam fazê-lo no mais breve prazo. Que as potências nucleares possam assumir novos compromissos de desarmamento. Esse é o caminho para um mundo mais seguro, para a paz duradoura”.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212