Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Argentina prende novamente líder social cuja liberdade foi solicitada pela CIDH - Jornal Brasil em Folhas
Argentina prende novamente líder social cuja liberdade foi solicitada pela CIDH


A líder social argentina Milagro Sala foi presa novamente neste sábado cumprindo a ordem da Justiça, que revogou em setembro a medida cautelar da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) pela qual passou semanas em prisão domiciliar.

Sala foi levada para o mesmo presído de Jujuy onde passou 20 meses em só prisão preventiva acusada de suposta malversação de fundos.

Em 31 de agosto teve a prisão domiciliar concedida por pressão internacional.

Este traslado intempestivo sem notificação, sem dúvidas, é muito grave. A CIDH foi clara ao ditar a medida cautelar. Isso é um retrocesso, disse o presidente deste organismo, Francisco Eguiguren, à FM La Patriada.

A CIDH havia convocado a Argentina para uma reunião neste mês em Montevidéu para analisar o caso.

Se considerarmos que a medida não foi cumprida e que não há possibilidade ou vontade de cumprir, teremos que analisar na Comissão o que ocorreu. Os regulamentos prevêem que quando uma medida não é cumprida, além de poder insistir no cumprimento, sempre é possível ir à Corte Interamericana, disse.

Sala, de 53 anos, é uma líder social indígena que enfrenta o governador de Jujuy, Gerardo Morales, autor de ações contra ela e aliado do presidente Mauricio Macri.

A Justiça a investiga por ameaças e suposta malversação de fundos recebidos por sua organização Tupac Amaru para a construção de moradias sociais durante os governos de Néstor e Cristina Kirchner.

A CIDH, a Anistia Internacional, um comitê de especialistas da ONU e organismos defensores dos direitos humanos reclamaram a sua libertação ao considerar que sua prisão domiciliar era arbitrária e violava os padrões do Acordo Internacional de Direitos Civis e Políticos, o que colocou o governo em uma situação complicada.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212