Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ao jornal argentino Clarín, Marconi diz para explorarem potencialidade comercial da região Brasil Central - Jornal Brasil em Folhas
Ao jornal argentino Clarín, Marconi diz para explorarem potencialidade comercial da região Brasil Central


O governador Marconi Perillo concedeu entrevista ao jornal argentino Clarín, na qual abordou a recuperação econômica do Brasil, com a baixa da inflação e crescimento do PIB; debateu questões políticas relacionadas ao governo do presidente Michel Temer, e defendeu a saída do PSDB da base do governo federal. Marconi falou, ainda, sobre a possibilidade de assumir a presidência nacional da legenda, e sugeriu aos argentinos que explorem a potencialidade comercial e de intercâmbio econômico e cultural da região Brasil Central.

“É uma região onde poderão encontrar um mercado de 25 milhões de pessoas. Compreende Goiás, Brasília, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Tocantins e Rondônia. Há uma enorme potencialidade para o crescimento das relações argentinas com a região. O comércio exterior de Goiás cresceu, em 18 anos, de 300 milhões de dólares para 8 bilhões de dólares. Hoje somos grandes produtores agropecuários, além de termos desenvolvido o setor industrial consistente com esse perfil.

Marconi destacou que a estimativa de crescimento do PIB brasileiro para este ano é de 0,7%, com a perspectiva de chegar a 3% no próximo ano; enquanto Goiás deve chegar a 4,5%. “Muito mais que a média brasileira”, pontuou.

Questionado sobre a saída do PSDB do governo do presidente Michel Temer, reiterou que o partido deve deixar o governo de forma diplomática até o final deste ano. “Há que se levar em conta que o PSDB foi um dos partidos que impulsionaram o impeachment contra a então presidente Dilma Rousseff. E, nesse contexto, resolveu assumir suas responsabilidades com respeito ao Brasil”, disse.

Quanto à possibilidade de assumir a presidência nacional da legenda, disse que existem muitos líderes do PSDB que desejam que ele assuma a direção do partido; aspiração que ele leva em consideração. “Temos uma tradição de muito debate sobre ideias e teses partidárias, mas sempre ficamos muito próximos quando tentamos escolher a direção. O mesmo ocorre no caso dos candidatos presidenciais: as discussões prévias apontam a decisão que será tomada por consenso de todos os setores. Nada pode comprometer a unidade do agrupamento”, afirmou.

Acesse a íntegra da entrevista: https://www.clarin.com/mundo/psdb-debera-salir-gobierno-temer-final-ano_0_Bkacm_42-.html

 

Últimas Notícias

Bolsonaro participa no Chile de Cúpula Presidencial Sul-Americana
Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212