Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Desemprego na zona do euro em setembro foi o mais baixo desde 2009 - Jornal Brasil em Folhas
Desemprego na zona do euro em setembro foi o mais baixo desde 2009


O desemprego na zona do euro recuou para 8,9% em setembro, o mais baixo já registrado na região desde janeiro de 2009 - anunciou o escritório de estatísticas europeu Eurostat, nesta terça-feira (31).

O índice foi melhor do que o esperado pelos analistas da empresa de serviços financeiros Factset, que previam 9,0%, o mesmo percentual de agosto.

Há um ano, em setembro de 2016, a taxa de desemprego nos países do euro ficou abaixo de 10% e, desde então, continuou retrocedendo.

Há grandes diferenças entre os países, porém. Enquanto o desemprego continua sendo baixo na Alemanha (3,6%) e em Malta (4,1%), segue em um nível muito elevado na Grécia (21%, em julho, última cifra disponível) e na Espanha (16,7%).

Os jovens com menos de 25 anos são os mais afetados, com uma taxa de desemprego de 42,8% na Grécia; 37,2%, na Espanha; e 35,7%, na Itália. Nessa mesma faixa, chega a 6,4% na Alemanha.

No conjunto da União Europeia, o desemprego foi de 7,5% em setembro, assim como em agosto. Trata-se do nível mais baixo desde novembro de 2008.

A inflação na zona euro se moderou em outubro, a 1,4% interanual, contra 1,5% de setembro.

O percentual é inferior ao esperado pelos analistas consultados pela Factset (1,5%) e continua distante de 2%, índice considerado mais favorável para a economia pelo Banco Central Europeu (BCE).

O núcleo de inflação (que exclui os preços da energia, dos alimentos, das bebidas alcoólicas e o tabaco, especialmente voláteis) foi de 0,9% em outubro frente a 1,1% em setembro.

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro cresceu 0,6% no terceiro trimestre - de acordo com a primeira estimativa publicada nesta terça-feira (31) pelo escritório europeia de estatísticas Eurostat.

O número é superior às previsões dos analistas consultados pela Factset, que esperavam um aumento de 0,5%.

O crescimento nos 19 países que adotaram o euro foi de 0,7% no segundo trimestre e de 0,6% no primeiro.

No conjunto dos 28 países da União Europeia, o crescimento também foi de 0,6% no terceiro trimestre em relação ao trimestre anterior. Em cifras interanuais, foi de 2,5%.

- BCE manterá estímulo -

Na quinta-feira passada (26), o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, anunciou que a instituição decidiu conservar um alto nível de estímulo à economia da zona euro, apesar da redução do programa de compra da dívida em 2018.

Após a reunião mensal de política monetária, Draghi parabenizou a sólida e ampla expansão econômica da zona euro, acrescentando, contudo, que a inflação é frágil. Nesse sentido, um alto nível de estímulo monetário continua sendo indispensável.

No mesmo anúncio, Draghi informou que o BCE decidiu manter inalteradas suas taxas básicas de juros, insistindo em que haverá uma modificação quando for desativado seu programa de compra de ativos (QE). Como se antecipava, decidiu-se por sua redução pela metade a partir de janeiro.

A principal taxa da entidade permanece em 0%, sua taxa de empréstimo marginal em 0,25% e em -0,40% a taxa de depósito diários, afirmou o porta-voz do BCE.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212