Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Incentivos em dinheiro ajudam tabagistas a parar de fumar (estudo) - Jornal Brasil em Folhas
Incentivos em dinheiro ajudam tabagistas a parar de fumar (estudo)


Os fumantes que recebem incentivos em dinheiro são muito mais propensos a abandonar o cigarro do que aqueles que recebem apenas dicas sobre como parar de fumar, sugere um estudo americano publicado nesta segunda-feira (30).

A abordagem poderia oferecer formas de reduzir o número de fumantes, que permaneceu estável em cerca de um quinto da população dos Estados Unidos nos últimos anos, de acordo com um estudo publicado na revista científica Journal of the American Medical Association (JAMA) Internal Medicine.

O estudo clínico randomizado foi realizado com 352 pessoas em Boston, Massachusetts. Todos os participantes, em sua maioria mulheres afro-americanas, fumavam mais de 10 cigarros por dia e queriam parar.

Alguns receberam um folheto e uma lista de recursos comunitários disponíveis para ajudar as pessoas a pararem de fumar.

Outros receberam a mesma lista de recursos, junto com sessões de aconselhamento extra de patient navigators (funcionários que oferecem orientação pessoal aos pacientes no sistema de saúde americano) sobre como parar, e também foram informados de que receberiam um pagamento em dinheiro se conseguissem abandonar o cigarro.

Os participantes não foram informados sobre o quanto eles receberiam para parar de fumar quando entraram no estudo, de um ano de duração.

Na metade do estudo, os que tinham parado de fumar receberam US$ 250, e foram informados de que receberiam mais US$ 500 se não estivessem fumando ao final da pesquisa.

Quase 10% dos participantes do grupo de incentivo tinham parado de fumar aos seis meses, em comparação com menos de 1% daqueles que receberam um folheto.

Aqueles que não tinham parado de fumar aos seis meses tiveram a chance de continuar tentando parar em troca de um pagamento.

Após 12 meses, 12% do grupo de intervenção tinham parado de fumar, em comparação com 2% do grupo de controle, afirmou o estudo.

A autora principal do estudo, Karen Lasser, professora de medicina na Universidade de Boston, disse que o estudo mostra que uma abordagem multifacetada que emprega incentivos funciona melhor.

A maioria dos participantes que deixaram de fumar utilizou os recursos oferecidos pelos patient navigators, mas não está claro se estes recursos sozinhos atingiriam as mesmas taxas de abandono do tabagismo que observamos com a ajuda dos incentivos, acrescentou.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212