Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 “A minha voz é a minha vida. É como consigo me comunicar”, diz Mariene de Castro - Jornal Brasil em Folhas
“A minha voz é a minha vida. É como consigo me comunicar”, diz Mariene de Castro


Reconhecida como uma das principais revelações da música brasileira dos últimos anos, a cantora baiana Mariene de Castro tem verdadeira intimidade com o palco. Ela começou cedo na carreira e, aos 5 anos, já dançava no Teatro Castro Alves, em Salvador. Na adolescência, cantou com o grupo Timbalada, de Carlinhos Brown. Em 96, quando fez seu primeiro show solo, no Pelourinho, foi convidada para uma turnê por 20 cidades da França.

Mariene é a entrevistada do programa Conversa com Roseann Kennedy, que vai ao ar hoje (30), às 21h30, na TV Brasil.

Para ela, entre o artista e o público existe uma comunicação universal. “A comunicação ultrapassa a nossa língua”. Pela forte interpretação, Mariene chegou a ser comparada pela crítica francesa à cantora Edith Piaf. “Foi uma honra. E depois que fui conhecer a fundo a história e a obra dela, entendo bem o que é uma artista visceral, que cantava com a emoção e com todo o sofrimento da vida dela.”

Dona de uma energia inesgotável, a cantora considera o palco o seu local de oração, onde as canções são feitas para se comunicar com as pessoas. “A vida em si é a espiritualidade falando o tempo todo. Então, isso no palco, só se potencializa. Porque ali a gente se conecta diretamente com o sagrado”. Para ela, as letras das músicas têm que expressar a própria história, um sentimento e até uma inspiração. “O caminho da palavra é como eu consigo me conectar e acessar a minha alma”.

Com cinco discos lançados, entre eles o tributo a Clara Nunes, intitulado Ser de Luz, Mariene faz justa homenagem à cantora e compositora mineira que imortalizou as canções Conto de areia, A deusa dos orixás, e O mar serenou. E declara: “Com certeza, a Clara foi um presente na minha vida. É impressionante a comoção das pessoas quando se fala de Clara”.

Depois de conquistar o público do samba com sua voz vigorosa, Mariene também impressionou como atriz. E surpreendeu na pele de Dalva, da novela Velho Chico, onde fez o papel de uma empregada pra lá de atrevida. Da personagem, ela guardou boas lembranças. “Dalva foi um presentaço, que eu nem esperava. Ela já chegou dona de si. Ela era a alforriada, dona do nariz dela e com um discurso que eu tinha gosto de falar. Eu pude representar um povo oprimido e machucado pelo preconceito, pelo racismo”.

Em agosto, ao cantar o Hino ao Dois de Julho, o Hino do Senhor do Bonfim e fazer uma oração na abertura da 11ª Jornada Maria da Penha, Mariene recebeu elogios e um abraço emocionado da presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia. Além do engajamento na luta pelas mulheres, a artista defende a tolerância, critica a homofobia, o desrespeito às práticas religiosas e defende as minorias. “Os direitos humanos precisam ser respeitados, assim como a natureza, a floresta amazônica, os índios, os negros... A gente vem de um lugar onde os índios são os donos, os primórdios dessa terra e eles foram destruídos, exterminados. E eu fico muito preocupada porque parece que é um país que não tem memória.”

Por fim, entre os inúmeros compromissos profissionais de sua carreira, Mariene ainda consegue ser uma mãe zeloza de cinco filhos. Diz ter satisfação em levá-los para a escola, brincar e almoçar juntos. Para ela, isso é o que lhe dá forças e a alimenta no cumprimento de seus desafios. “Poder ter uma vida cumprindo a missão que me foi dada, de artista, de cantora, e cumprir a missão de mãe que eu escolhi. É uma grande benção poder conciliar isso”.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212