Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Festival gratuito exibe no Rio 150 curtas-metragens de 27 países - Jornal Brasil em Folhas
Festival gratuito exibe no Rio 150 curtas-metragens de 27 países


A 27ª Edição do Festival Curta Cinema começa amanhã (1º) com uma programação que reúne 150 filmes de 27 nacionalidades. As exibições vão até 8 de novembro, quando haverá a premiação dos vencedores da mostra competitiva em uma cerimônia no Cine Odeon.

As exibições do festival serão em sessões gratuitas no Odeon NET Claro, na Cinemateca do Museu de Arte Moderna, no Centro Cultural da Justiça Federal, no Cinemaison e no Cine Arte da Universidade Federal Fluminense.

Em sua edição deste ano, o festival conta com uma seleção mais enxuta por conta da perda de alguns patrocínios. Em anos anteriores, a promoção já teve 300 filmes. O número de inscrições, no entanto, chegou a quase 4 mil, segundo o diretor Ailton Franco.

O curta-metragem propicia novas abordagens, novas linguagens, novas histórias. E as histórias ficam muito conectadas com a realidade e com a vontade de realizar obras audiovisuais mais modernas e mais ágeis, diz Franco.

Entre os filmes exibidos, 112 vão participar da mostra competitiva, que vai distribuir oito prêmios. A categoria principal qualifica o vencedor a concorrer a uma indicação ao Oscar 2017. Os filmes exibidos vão desde documentários a filmes de ficção e fantasia e, além de filmes europeus, latinos e americanos, o festival exibirá curtas de países de fora da América e Europa, com representantes do Líbano, Irã, Camboja e Tailândia.

A seleção de 150 filmes conta com 79 curtas nacionais, incluindo três hors-concours: Ruído, de Gabraz Sanna, um documentário que traça um perfil de Caetano Veloso sob uma perspectiva experimental; A Ilha do Farol, de Jo Serfaty e Mariana Kaufman; e The Dead Fish Story, de Marion Naccache, uma coprodução entre França e Brasil.

Também será exibido - sem disputar prêmios - o curta Salada Russa, da suíça Eileen Hofer, que será jurada do festival e ministrará masterclass no Centro Cultural da Justiça Federal em 3 de novembro.

O curta de Eileen reúne um grupo de amigos de diferentes grupos étnicos que formavam a antiga União Soviética e discute os desdobramentos da Revolução Russa, que completa 100 anos em 2017.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212