Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Em encontro em SP, Fábio Ramalho e Temer discutem votação da reforma Previdência - Jornal Brasil em Folhas
Em encontro em SP, Fábio Ramalho e Temer discutem votação da reforma Previdência


O presidente em exercício da Câmara, deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), se encontrou na tarde de hoje (30) com Michel Temer, em São Paulo, após alta médica do presidente. Os dois conversaram, entre outros pontos sobre a votação da reforma da Previdência na Casa.

A Proposta de Emenda a Constituição (PEC 287/16) já está pronta para ser apreciada em plenário e para ser aprovada precisa ser votada em dois turnos, onde serão necessários 308 votos para aprovação.

Na avaliação de Ramalho, para conseguir aprovar a reforma da Previdência, o presidente deve reagrupar a base aliada ao governo. Segundo ele, neste momento o governo não tem o número de votos necessários para aprovar o atual texto reforma.

“O presidente é consciente de que primeiro ele tem que reagrupar a base. Ele também pensa que tem que fazer uma comunicação melhor para que a sociedade entenda [a reforma da Previdência].E ele acha necessário e urgente que se vote, pelo menos, a idade [mínima para aposentadoria], mas que para votar ele sabe que tem que ter primeiro uma sinalização de toda sociedade brasileira nesse sentido”, disse Fábio Ramalho.

Segundo Ramalho, Temer acredita que, se não houver a compreensão pela sociedade, a PEC dificilmente será aprovada na Câmara dos Deputados. “[É necessário] explicar realmente o que tem na reforma da Previdência, que ela não vai mexer com nenhum direito de nenhuma pessoa mais pobre, com direito do trabalhador rural. Se a gente conseguir isso, se a sociedade compreender isso, a gente consegue avançar em alguma coisa da Previdência. Senão, eu posso afirmar que será muito difícil [aprovação da PEC]”.

Orçamento

O deputado disse ainda que o presientde pretende rever o orçamento da área de Ciência e Tecnologia para o próximo ano. O ministério, de acordo com o ministro Gilberto Kassab, enfrenta um contingenciamento de R$ 2,2 bilhões este ano e de R$ 1,2 bilhão no próximo ano.

“Ele quer fazer a matemática para melhorar o orçamento de alguns setores, principalmente da Ciência e Tecnologia. Ele está aguardando para ver o que ele tem realmente de recursos. Ele pensa que poderá ter uma sobra no Orçamento para que ele possa melhorar para o próximo ano”, afirmou.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212