Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Em encontro em SP, Fábio Ramalho e Temer discutem votação da reforma Previdência - Jornal Brasil em Folhas
Em encontro em SP, Fábio Ramalho e Temer discutem votação da reforma Previdência


O presidente em exercício da Câmara, deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), se encontrou na tarde de hoje (30) com Michel Temer, em São Paulo, após alta médica do presidente. Os dois conversaram, entre outros pontos sobre a votação da reforma da Previdência na Casa.

A Proposta de Emenda a Constituição (PEC 287/16) já está pronta para ser apreciada em plenário e para ser aprovada precisa ser votada em dois turnos, onde serão necessários 308 votos para aprovação.

Na avaliação de Ramalho, para conseguir aprovar a reforma da Previdência, o presidente deve reagrupar a base aliada ao governo. Segundo ele, neste momento o governo não tem o número de votos necessários para aprovar o atual texto reforma.

“O presidente é consciente de que primeiro ele tem que reagrupar a base. Ele também pensa que tem que fazer uma comunicação melhor para que a sociedade entenda [a reforma da Previdência].E ele acha necessário e urgente que se vote, pelo menos, a idade [mínima para aposentadoria], mas que para votar ele sabe que tem que ter primeiro uma sinalização de toda sociedade brasileira nesse sentido”, disse Fábio Ramalho.

Segundo Ramalho, Temer acredita que, se não houver a compreensão pela sociedade, a PEC dificilmente será aprovada na Câmara dos Deputados. “[É necessário] explicar realmente o que tem na reforma da Previdência, que ela não vai mexer com nenhum direito de nenhuma pessoa mais pobre, com direito do trabalhador rural. Se a gente conseguir isso, se a sociedade compreender isso, a gente consegue avançar em alguma coisa da Previdência. Senão, eu posso afirmar que será muito difícil [aprovação da PEC]”.

Orçamento

O deputado disse ainda que o presientde pretende rever o orçamento da área de Ciência e Tecnologia para o próximo ano. O ministério, de acordo com o ministro Gilberto Kassab, enfrenta um contingenciamento de R$ 2,2 bilhões este ano e de R$ 1,2 bilhão no próximo ano.

“Ele quer fazer a matemática para melhorar o orçamento de alguns setores, principalmente da Ciência e Tecnologia. Ele está aguardando para ver o que ele tem realmente de recursos. Ele pensa que poderá ter uma sobra no Orçamento para que ele possa melhorar para o próximo ano”, afirmou.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212